Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





A festa começa no Santuário…

e as graças continuam em muitos lares
24deagosto
Ir. M. Nilza P. da Silva - Quando termina o dia 24 de agosto, no Santuário Tabor da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP, a talha do Santuário transborda de bilhetes, fotos, fitinhas, pedaços pequenos e grandes de papel, no qual há mensagens escritas somente para Ela, a Mãe e Rainha. Por todo os lados há sinais de amor deixados pelos aproximadamente 3.500 peregrinos que vieram de muitas cidades. Cada pote de flor,  fotografia, fitinha, vela, traz junto uma história pessoal, uma mensagem de amor, de gratidão, de confiança e súplica que só a Mãe de Deus e seu Filho conhecem de modo mais profundo.
“Ela selou a Aliança comigo e hoje eu documentei”
Pode-se sentir um pouco desse relacionamento e encontro pessoal, quando se observa a expressão dos rostos na fila e dentro do Santuário. O olhar voltado para o alto, fixo no olhar da Mãe, segura toda a atenção de cada um. Embora o lugar sagrado esteja repleto e em constante entra e sai de pessoas, parece que cada um está ali sozinho, conversando com Ela. Alguns sorriem outros tem a face molhada por muitas lágrimas, as mãos estendidas… o coração pulsa dentro do coração da Mãe. Ela conhece a cada um, sabe da realidade em que vivem, pois mora com eles 24 horas, todos os mêses, por meio de sua imagem peregrina.
Maria Rita Maia, São José dos Campos/SP,  tem um brilho no rosto prova que algo especial aconteceu e ela confirma: “Selei hoje a minha Aliança de Amor! Desde que eu nasci a Mãe tinha me escolhido e selado a Aliança comigo, mas, hoje eu documentei isso e fiz também a  minha Aliança de Amor com ela.” O olhar se ilumina ainda mais e ela conclui: “Agora, vou deixar aqui as minhas ofertas ao Capital de Graças. Meu Deus, como isso é tão maravilhoso!”
Missionária da Aliança
Com centenas de outros, Neusa Ferreira Augustos, de Apiaí/SP, também selou hoje a sua Aliança de Amor, como fundamento para o segundo centenário da história de Schoenstatt e diz: “É uma grande oportunidade selar a Aliança justamente neste ano. Nós dividimos a preparação dos temas de estudo e eu expliquei o que significa o ‘Nada sem vós. Nada sem nós!’ Isso é o que mais gosto da Aliança, que a Mãe Rainha não faz nada sem a nossa contribuição.” O grupo de quase cem pessoas viajou muitas horas para chegar até Atibaia, mas, parece que cada quilômetro aumenta ainda mais o ardor missionário da Sra. Neusa, ela quer voltar com muito mais peregrinos: “Nós estamos nos preparando para colocar a estrela na Imagem. Mas, eu quero mais do que isso. Agora que selei a Aliança de Amor, vou preparar também todas as famílias para que selem a Aliança. É importante que as famílias também participem dessas graças do Ano Centenário.”  Ao ser perguntada o que Schoenstatt trouxe para ela, a missionária se silencia tentando encontrar palavras certas. “Trouxe tudo. Schoenstatt trouxe muita luz para a minha vida, trouxe muito amor e aceitação dos planos de Deus…”
O dia termina, mas a festa continua
A talha repleta e os aliados tão entusiasmados ajuda a entender a alegria dessa multidão, que desde as 9 horas reza, canta e participa em toda a programação do dia: visita ao Santuário, benção do Santíssimo, reza do terço… e termina com a santa missa, presidida por Dom José Maria Pinheiro, bispo brasileiro que auxilia na diocese de Pontoise, na França, acompanhado do Pe. Henúbio Pinto dos Santos e Pe. Francisco Albuquerque, da Diocese de São  Miguel Paulista, São Paulo/SP. Coordenadores e missionários da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, nessa diocese, da qual provém o maior número de peregrinos presentes, configuram a liturgia, após terem auxiliado como voluntários desde bem cedo. Na homilia, Dom José Maria diz que está muito feliz por essa oportunidade, pois na França as celebrações são muito diferentes, “sinto falta de missas alegres,  como esta!”, diz o bispo e convida a todos a terem sempre fé na força da Igreja, ancorada na rocha de Pedro, segundo o Evangelho lido na celebração: “Temos forças em nossa unidade em todo o mundo!”
Com a comunhão com Cristo, na eucaristia, termina a programação do dia, mas, não termina a festa,  não terminam as graças. A festa continua pelas rodovias, na viagem de retorno, e as graças chegam no lar de cada um, elas alcançam quem ficou e se repercute durante muitos dias, tanto tempo quanto cada um revive esse dia de bênçãos, quanto cada um vive do que segredou com a Mãe , no Santuário, e vive da Aliança de Amor: Nada sem vós, nada sem nós!