Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





Forte apelo ao perdão.



As seis antíteses, em que é apresentada a “justiça maior” que a dos escribas e fariseus e que deve caracterizar a vida dos discípulos, são, de algum modo, uma explicitação das bem-aventuranças (Mt 5,1-12). A segunda antítese sobre o adultério (Ex 20,14; Dt 5,18) é um exemplo do que significa ser puro de coração. Não se trata simplesmente de ter relações sexuais com uma mulher casada, rompendo a união do lar do semelhante. Para a justiça cristã não está permitido sequer deixar nascer o desejo de provocar essa ruptura. A integridade do lar do outro é tão importante, podemos mesmo dizer, tão sagrada, que ela incide sobre a integridade física, tão cara ao ser humano. Para Mateus, o repúdio da mulher por parte do homem expõe a mulher ao adultério. A terceira antítese diz respeito à capacidade de fidelidade e de reconciliação. O repúdio da mulher acontece por dois motivos: o coração está dividido por outra mulher ou o mal escondido mina a união, o amor, o respeito mútuo. O repúdio acontece quando não há capacidade de perdão e reconciliação. O texto é um forte apelo ao perdão, que é exigência intrínseca ao amor.

Carlos Alberto Contieri.