Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





Apelo à vigilância e à disponibilidade.

Nosso texto está situado, como temos insistido, na parte central do evangelho segundo Lucas, à subida de Jesus para Jerusalém. Este caminho para o Pai é caracterizado por lições que Jesus dá aos seus discípulos. Estas lições têm força normativa, pois orientam o modo de viver a vocação cristã.
Nosso texto é um apelo à vigilância e à disponibilidade. Cingir-se (v. 35) é estar disponível, pronto para partir. O livro do Êxodo descreve desta maneira como deve ser comido o cordeiro pascal, imediatamente antes da saída do Egito, o país da escravidão: “Assim devereis comê-lo: com os rins cingidos, sandálias nos pés e vara na mão…” (Ex 12,11). “Lâmpadas acesas” (v. 35) é sinal de que a cena acontece de noite, numa provável alusão à Páscoa. Tal disponibilidade e vigilância, mantidas pela luz da Palavra de Deus, é o que é exigido do discípulo para esperar e acolher o Senhor que retorna de uma festa de casamento, símbolo do Reino de Deus. O interessante a ser observado é que o patrão, ao voltar da festa de casamento, age como servo: “... ele mesmo vai arregaçar sua veste, os fará sentar à mesa e passará para servi-los” (v. 37). O Cristo é o servo de todos (cf. Jo 13,13-15).

Carlos Alberto Contieri.