Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





Não há luz para si, há luz dada para iluminar os outros.


A perícope evangélica de hoje dá continuidade à parábola do semeador (8,4-8) e à explicação aos discípulos (vv. 11-15). A semente é a Palavra de Deus (v. 11), semeada no coração do ser humano. O ensinamento de Jesus é para os discípulos o mistério do Reino de Deus (cf. v. 10), uma vez que revela, que faz conhecer.
“Tua palavra”, diz o salmista, “é lâmpada para os meus pés, e luz para o meu caminho” (Sl 119[118],105). A lâmpada é acesa por Jesus através do seu ensinamento e ilumina não só o interior da casa, mas quem entrar deve ter a oportunidade de ver a luz. O fruto do Reino de Deus é uma luz no coração do discípulo que brilha e atrai. Isto é confirmado pelo provérbio do v. 17: tudo o que o discípulo aprende em particular (cf. v. 9) deve se manifestar para que outros sejam iluminados. O anúncio cristão é uma verdadeira luz que faz conhecer o mistério de Deus. Não há luz para si, há luz dada para iluminar os outros, para tornar conhecido (cf. v. 17). A advertência do v. 18a: “Olhai, portanto, a maneira como ouvis” é um alerta, pois uma escuta autêntica produz o dinamismo de transmitir o que se escutou, para que outros sigam iluminados. Sem essa transmissão, é como se a lamparina fosse privada do oxigênio que a permite brilhar e iluminar.

Carlos Alberto Contieri.