Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





Preciosas Promessas


Felizes os que ouvem a palavra de Deus e a pôem em prática.
Lc 11,28

Evangelho (Mateus 18,1-5.10)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquela hora, 1os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” 2Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3e disse: “Em verdade vos digo, se não vos con­verterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. 4Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus. 5E quem recebe em meu nome uma criança como esta, é a mim que recebe. 10Não desprezeis nenhum desses pe­queninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Abandono nas mãos de Deus

Os discípulos preocupam-se com quem é o maior. Coisa típica da sociedade competitiva na busca da ascensão para junto dos poderosos. Suas consequências são o individualismo, o elitismo, a discriminação e a exclusão. Jesus toma uma criança como referência, talvez um pequeno servo ou escravo. Os discípulos estão tão impregnados da ideologia de poder que precisam se converter e se tornar como crianças. Não se trata de assumir o infantilismo no seu universo limitado. Mas trata-se da criança como frágil e excluída. Em vez da aspiração ao poder, os discípulos devem estar conscientes de sua condição de fragilidade que leva, com humildade, ao abandono nas mãos de Deus e à solidariedade com seus semelhantes. A advertência final liga-se à crença judaica, herdada do zoroastrismo, nos anjos do céu que servem a Deus. Um dos serviços é a proteção dos fiéis na terra. É, por exemplo, o caso de Tobias, protegido pelo anjo Rafael. O texto, próprio de Mateus, indica a proteção de Deus sobre os discípulos que se fazem
pequenos e humildes.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santos Anjos da Guarda

Neste dia em que fazemos memória do nosso protetor, a Igreja termina assim o hino e oração da manhã: "Salvai por vosso filho a nós, no amor; ungidos sejamos pelos anjos; por Deus trino, protegidos!"

A palavra anjo significa, "enviado, mensageiro divino", muitas vezes encontramos as manifestações dos anjos como missionários de Deus, e por isso, com clareza lemos no salmo 91: "Pois Ele encarregará seus anjos de guardar-te em todos os teus caminhos".

Quando nos deparamos com a Anunciação e outros Mistérios da vida de Jesus, conseguimos perceber que este salmo profetiza a presença dos anjos na vida do Senhor. Ora, Cristo é o primogênito de todas as criaturas, nosso irmão e modelo. Se portanto sua humanidade, apesar de unida com a Divindade, era continuamente protegida por anjos, logo quanto mais devemos ser nós, seus membros tão frágeis. Tanto o Pai quer isto que revelou a Jesus: "Guardai-vos de desprezar algum desses pequeninos, pois eu vos digo, nos céus os seus anjos se mantêm sem cessar na presença do meu Pai que está nos céus." (Mt 18,10)

Nos Atos dos Apóstolos e nos escritos de São Bernardo, Santo Tomás de Aquino e outros Doutores da Igreja, encontramos testemunhos que nos motivam a confiarmos nos Santos Anjos protetores de cada um, pois atesta a Sagrada Escritura: "Não são todos (os anjos) eles espíritos cumpridores de funções e enviados a serviço, em proveito daqueles que devem receber a salvação como herança?" (Hb 1,14)

Na Inglaterra desde o ano 800 acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda e a partir do ano 1111 surgiu uma linda oração (apresentada a seguir). Da Inglaterra esta festa se estendeu de maneira universal depois do ano 1608 por iniciativa do Sumo Pontífice da época. Aprendamos e rezemos esta quase milenar prece: "Anjo do Senhor - que por ordem da piedosa providência Divina, sois meu guardião - guardai-me neste dia (tarde ou noite); iluminai meu entendimento; dirigi meus afetos; governai meus sentimentos para que eu jamais ofenda ao Deus e Senhor. Amém."

Santos Anjos da Guarda, rogai por nós!

Cantinho do Devoto!

Foi pensando em estar mais perto de você que criamos mais um espaço para os devotos de Nossa Querida Mãe e Rainha Três Vezes Admiravel de Schoenstatt.

Você pode deixar o seu pedido de oração, sua mensagem .

Hoje dia 01/10/2010 às 19h.

Concentração  no Seminário e Procissão para a Capela de Santa Teresinha em frente  a praça dos hospitais e missa de encerramento presidida por Dom Mariano Manzana.

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Presiosas Promessas


Ele liberta o indigente que clama e o pobre que não tem protetor.
Sl 72,12

Evangelho (Lucas 10,13-16)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque se em Tiro e Sidônia tivessem sido realizados os milagres que foram feitos no vosso meio, há muito tempo teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e sentando-se sobre cinzas. 14Pois bem: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia terão uma sentença menos dura do que vós. 15Ai de ti, Carfanaum! Serás elevada até o céu? Não, tu serás atirada no inferno. 16Quem vos escuta a mim escuta; e quem vos rejeita a mim despreza; mas quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

O discípulo em missão
No Primeiro Testamento eram comuns as imprecações contra nações ou cidades adversárias de Israel ou de Judá. Nos Evangelhos, temos aqui as imprecações, com os "ais" como anúncio de desgraça, contra três cidades vizinhas ao Lago ("Mar") da Galileia, Cafarnaum, Corazim e Betsaida, próximas entre si. Depois haverá também a imprecação sobre "Jerusalém, que matas os profetas" (Lc 13,34-35; Mt 23,37-39). As três cidades censuradas eram centros de comércio a partir das navegações no lago, em comunicação com territórios gentílicos vizinhos à Galileia. Elas tiveram Jesus e seus discípulos próximos delas, Cafarnaum como a cidade-base de Jesus, e Betsaida como cidade de origem de Pedro, André e Filipe. Porém não deram frutos de conversão. As cidades gentílicas de Tiro e Sidônia oferecem mais esperanças do que estas três mencionadas e que estavam sob a influência de sinagogas judaicas.
Estas palavras de Jesus encerram o envio dos setenta e dois discípulos à missão. Pela proclamação final, o discípulo em missão é identificado com o próprio Jesus.
José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santa Teresinha do Menino Jesus

"Não quero ser santa pela metade, escolho tudo".

A santa de hoje nasceu em Alençon (França) em 1873 e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, como também sabia que o seu coração - e o de todos nós - foi feito para amar. Nascida de família modesta e temente a Deus, seus pais (Luís e Zélia) tiveram oito filhos antes da caçula Teresa: quatro morreram com pouca idade, restando em vida as quatro irmãs da santa (Maria, Paulina, Leônia e Celina). Teresinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.

Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus e, tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infância espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo até a consumação dos séculos". Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma" e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Morreu de tuberculose, com apenas 24 anos, no dia 30 de outubro de 1897 dizendo suas últimas palavras: "Oh!...amo-O. Deus meu,...amo-Vos!"

Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero. A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada "Patrona Universal das Missões Católicas" em 1927, atos do Papa Pio XI. E a 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.

Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!

Hoje dia 30/09/2010 às 19h30min  9ª noite de novena.

Tema: A Igreja, casa e escola da comunhão.
Noiteiros: Associação de Santa Teresinha.

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Preciosas Promessas


Apresentai a Deus todas as vossas necessidades pela oração e pela súplica, em ação de graças.
Fl 4,6

Evangelho (Lucas 10,1-12)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir.
2E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 3Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 4Não leveis bolsa nem sacola nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa.
8Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’.
10Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei: 11‘Até a poeira de vossa cidade que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo!’ 12Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho



Jesus envia os setenta e dois

Jesus envia os setenta e dois com várias recomendações. São poucos, é preciso orar. A missão exige discernimento e dedicação. Não se deter pelo caminho, em longas saudações. Despojados, eles são mensageiros da paz. Vão anunciar a proximidade do Reino. O Reino "próximo" significa: ao seu alcance e já presente. Se rejeitados em uma cidade, deverão proclamá-lo nas ruas. Segue-se, no estilo tradicional judaico, a promessa do castigo. Mas a misericórdia de Jesus tudo supera.

 José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Jerônimo

Neste último dia do mês da Bíblia, celebramos a memória do grande "tradutor e exegeta das Sagradas Escrituras": São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja. Ele nasceu na Dalmácia em 340, e ficou conhecido como escritor, filósofo, teólogo, retórico, gramático, dialético, historiador, exegeta e doutor da Igreja. É de São Jerônimo a célebre frase: "Ignorar as Escrituras, é ignorar a Cristo".

Com posse da herança dos pais, foi realizar sua vocação de amante dos estudos em Roma. Estando na "Cidade Eterna", Jerônimo aproveitou para visitar as Catacumbas, onde contemplava as capelas e esforçava-se por decifrar os escritos nos túmulos dos mártires. Em Roma, Jerônimo teve um sonho que foi determinante para sua conversão: neste sonho, Jerônimo apresentava-se como cristão e era repreendido pelo próprio Cristo por estar faltando com a verdade (pois ainda não havia abraçado as Sagradas Escrituras, mas somente escritos pagãos). Cerca do fim desta permanência em Roma, Jerônimo recebeu o Batismo.

Após isso, iniciou os estudos teológicos e decidiu lançar-se numa peregrinação à Terra Santa, mas uma prolongada doença obrigou-o a permanecer em Antioquia. Enfastiado do mundo e desejoso de quietude e penitência, retirou-se para o deserto de Cálcida, com o propósito de seguir na vida eremítica. Ordenado sacerdote em 379, retirou-se para estudar, a fim de responder com a literatura às necessidades da época. Tendo estudado as línguas originais para melhor compreender as Escrituras, Jerônimo pôde, a pedido do Papa Dâmaso, traduzir com precisão a Bíblia para o latim (língua oficial da Igreja). Esta tradução recebeu o nome de Vulgata. Assim, com alegria e prazer se empenhou para enriquecer a Igreja universal.

Saiu de Roma, e foi viver definitivamente em Belém no ano de 386, onde permaneceu como monge penitente e estudioso, continuando as traduções bíblicas, até falecer em 420, aos 30 de setembro com, praticamente, 80 anos de idade. A Igreja declarou-o padroeiro de todos os que se dedicam ao estudo da Bíblia e fixou o "Dia da Bíblia" no mês do seu aniversário de morte, ou ainda, dia da posse da grande promessa bíblica: a Vida Eterna.

São Jerônimo, rogai por nós!



Hoje dia 29/09/2010 às 19h30min  8ª noite de novena.

Tema: A fraternidade, critério vocacional.
Noiteiros: Amor Solidário e ex-seminaristas

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Preciosas Promessas


Filhos, obedecei aos vossos pais, no Senhor, pois isso é justo. E vós, pais, não maltrate vossos filhos.
Ef 6,1.4

Evangelho (João 1,47-51)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 47Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: “Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade”. 48Natanael perguntou: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi”. 49Natanael respondeu: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel”. 50Jesus disse: “Tu crês porque te disse: “Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!” 51E Jesus continuou: “Em verdade, em verdade eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Presença de Deus

Este diálogo de Jesus com Natanael faz parte da narrativa da adesão dos primeiros discípulos ao seguimento de Jesus (Jo 1,35-46), conforme o Evangelho de João. Jesus, ao aproximar-se de Natanael, elogia sua retidão e fidelidade às tradições do antigo Israel, antecedente do Judaísmo pós-exílico. Com uma alusão bíblica à figueira (Mq 4,4; Zc 3,10), toca Natanael, que manifesta sua crença em Jesus. Pode-se ver em Natanael a figura dos discípulos oriundos do Judaísmo que esperavam um messias nacionalista poderoso e glorioso. Porém Jesus adianta que nele próprio se manifestará a plenitude do humano (o Filho do homem), a plenitude de todos os homens e mulheres, aos quais se abrem as portas do céu. Os anjos "descendo e subindo" são uma alusão ao sonho de Jacó (Gn 28,12). Exprime a presença de Deus entre os humanos. Os anjos, como emissários ou representantes de Deus, integram as tradições persas e mesopotâmicas que foram assimiladas no Primeiro Testamento. São, ainda hoje, fonte de devoções no Cristianismo e em religiões exotéricas.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael

Com alegria, comemoramos a festa de três Arcanjos neste dia: Miguel, Gabriel e Rafael. A Igreja Católica, guiada pelo Espírito Santo, herdou do Antigo Testamento a devoção a estes amigos, protetores e intercessores que do Céu vêm em nosso socorro pois, como São Paulo, vivemos num constante bom combate. A palavra "Arcanjo" significa "Anjo principal". E a palavra "Anjo", por sua vez, significa "mensageiro".

São Miguel
O nome do Arcanjo Miguel possui um revelador significado em hebraico: "Quem como Deus". Segundo a Bíblia, ele é um dos sete espíritos assistentes ao Trono do Altíssimo, portanto, um dos grandes príncipes do Céu e ministro de Deus. No Antigo Testamento o profeta Daniel chama São Miguel de príncipe protetor dos judeus, enquanto que, no Novo Testamento ele é o protetor dos filhos de Deus e de sua Igreja, já que até a segunda vinda do Senhor estaremos em luta espiritual contra os vencidos, que querem nos fazer perdedores também. "Houve então um combate no Céu: Miguel e seus anjos combateram contra o dragão. Também o dragão combateu, junto com seus anjos, mas não conseguiu vencer e não se encontrou mais lugar para eles no Céu". (Apocalipse 12,7-8)

São Gabriel
O nome deste Arcanjo, citado duas vezes nas profecias de Daniel, significa "Força de Deus" ou "Deus é a minha proteção". É muito conhecido devido a sua singular missão de mensageiro, uma vez que foi ele quem anunciou o nascimento de João Batista e, principalmente, anunciou o maior fato histórico: "No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré... O anjo veio à presença de Maria e disse-lhe: 'Alegra-te, ó tu que tens o favor de Deus'..." a partir daí, São Lucas narra no primeiro capítulo do seu Evangelho como se deu a Encarnação.

São Rafael
Um dos sete espíritos que assistem ao Trono de Deus. Rafael aparece no Antigo Testamento no livro de Tobit. Este arcanjo de nome "Deus curou" ou "Medicina de Deus", restituiu à vista do piedoso Tobit e nos demonstra que a sua presença, bem como a de Miguel e Gabriel, é discreta, porém, amiga e importante. "Tobias foi à procura de alguém que o pudesse acompanhar e conhecesse bem o caminho. Ao sair, encontrou o anjo Rafael, em pé diante dele, mas não suspeitou que fosse um anjo de Deus" (Tob 5,4).

São Miguel, São Gabriel e São Rafael, rogai por nós!


Hoje dia 28/09/2010 às 19h30min  7ª noite de novena.

Tema: A comunidade cristã seio materno de toda vocação.
Noiteiros: Comunidades Novas.

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Preciosas Promessas


A fonte da vida está em ti e com a tua luz nós vemos a Luz.
Sl 36,10

Evangelho (Lucas 9,51-56)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

51Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém 52e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de sama­ritanos, a fim de preparar hospedagem para Jesus. 53Mas os samaritanos não o receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. 54Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?” 55Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. 56E partiram para outro povoado.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

A missão de Jesus se faz na mansidão

Em seu ministério na Galileia e nos territórios gentílicos vizinhos, Jesus fez seu anúncio libertador nas cidades e povoados, entre os gentios e a minoria judaica aí presente. Jesus decide com firmeza, agora, dar o seu testemunho entre as multidões que acorriam ao centro do poder opressor, em Jerusalém. Sabia do risco que corria, pois os chefes do Templo e das sinagogas procuravam matá-lo, mas não temia enfrentá-los. A caminho de Jerusalém, envia alguns discípulos para preparar hospedagem em um povoado de samaritanos. Provavelmente os discípulos falaram de Jesus como um messias judeu, causando a rejeição dos samaritanos, desprezados pelos judeus. No Evangelho de João, Jesus, a partir da conversa com a samaritana, é bem acolhido pelos samaritanos. Os discípulos, imbuídos da ideologia do poder, propõem descer fogo do céu para destruí-los, como Elias, que degolou os profetas de Baal. São repreendidos por Jesus. Aqueles discípulos foram malsucedidos em sua missão impregnada da ideologia do poder.
A missão de Jesus se faz na mansidão, na humildade, no serviço, com discípulos unidos em comunidades abertas e acolhedoras.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Venceslau

O santo que nos ensina com sua opção pelo Reino de Deus e de vida constante na luta para a santidade, é o príncipe Venceslau. Sua história se entrelaça com a vida e fé da família real. Nasceu em 907. Seu pai, Vratislau, era duque da Boêmia.

O pai e sua avó eram cristãos fervorosos, ao passo que sua mãe era uma pagã ambiciosa e inimiga da religião. São Venceslau foi educado pela avó (Ludmila), por isso cresceu religioso e muito caridoso para com os pobres, enquanto seu irmão educado pela mãe (Boleslau) tornou-se violento e ambicioso.

Com a morte do pai e pouca idade do santo herdeiro, a mãe má intencionada assumiu o governo. Sendo assim tratou de expulsar os missionários católicos. O povo revoltado, juntamente com os nobres pressionaram o príncipe para assumir o governo e com o golpe de estado Venceslau assumiu em 925.

Nos oito anos de reinado, Venceslau honrou a fama de "O príncipe santo". Logo que assumiu o trono, tratou de construir igrejas, mandou regressar os sacerdotes exilados, abriu as fronteiras aos missionários da Suábia e da Baviera. Venceslau governou com tanta justiça e brandura que com pouco tempo conquistou o coração do povo que o amava e por ele era concretamente amado: protetor dos pobres, dos doentes, dos encarcerados, dos órfãos e viúvas. Verdadeiro pai.

Este homem que muito se preocupou com a evangelização do povo a fim de introduzir todos no "sistema de Deus", era de profunda vida espiritual mas, infelizmente, odiado pelo irmão Boleslau e pela mãe, que além de matar a piedosa sogra - educadora do santo -, concordou com a trama contra o filho.

Quando nasceu o primogênito de Boleslau, São Venceslau foi convidado para um solene banquete onde foi pensando na reconciliação de sua família. Tendo saído para estar em oração, na capela real, foi apunhalado pelo irmão e pelos capangas dele. Antes de cair morto, São Venceslau pronunciou: "Em tuas mãos, ó Senhor, entrego o meu espírito". Isto ocorreu em 929.

São Venceslau, rogai por nós!


Hoje dia 27/09/2010 às 19h30min  6ª noite de novena.

Tema: Os marginalizados no coração da comunidade.

Noiteiros: Benfeitores do Seminário.

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Preciosas Promessas


Ó Senhor, abre os meus lábios, e minha lingua anunciará o teu louvor.

Sl 51,17

Evangelho (Lucas 9,46-50)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46houve entre os discípulos uma discussão, para saber qual deles seria o maior. 47Jesus sabia o que estavam pensando, pegou então uma criança, colocou-a junto de si 48e disse-lhes: “Quem receber esta criança em meu nome, estará recebendo a mim. E quem me receber, estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior”.
49João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós lho proibimos, porque não anda conosco”. 50Jesus disse-lhe: “Não o proibais, pois quem não está contra vós, está a vosso favor”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Comunhão de amor com o próximo

 
Marcados pela tradição cultural de dominação, característica das classes religiosas e latifundiárias da Judeia, os discípulos têm dificuldade em compreender a prática libertadora de Jesus, na humildade e no serviço às multidões dos empobrecidos e excluídos. Eles têm bem enraizada em suas mentes a tradição messiânica com a expectativa de um líder que com poder restauraria o antigo Reino de Israel e Judá, nos moldes épicos desta tradição. Discutem quem seria o maior no reino que esperavam que Jesus instaurasse. Em contraposição a esta expectativa, Jesus identifica-se com uma criança. É na humildade e na fragilidade, na esperança e no compromisso, que se entra em comunhão de amor com o próximo, com Jesus e com o Pai. À aspiração ao poder, soma-se a mentalidade discriminatória manifestada por João, em querer reprimir alguém que agia em nome de Jesus independentemente do grupo de discípulos que lhe era mais próximo. É a mentalidade da autoridade que coíbe a liberdade do Espírito. Jesus remove esta mentalidade, acolhendo todo o bem que é feito em seu nome. 

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Vicente de Paulo

"Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e espírito e amarás ao teu próximo como a ti mesmo" (Mat 22,37.39).

Se não foi o lema da vida deste santo, viveu como se fosse. O santo de hoje, São Vicente de Paulo, nasceu na Aquitânia (França) em 1581. No seu tempo a França era uma potência, porém convivia com as crianças abandonadas, prostitutas, pobreza e ruínas causadas pelas revoluções e guerras.

Grande sacerdote, gerado numa família pobre e religiosa, ele não ficou de braços cruzados mas se deixou mover pelo espírito de amor. Como padre, trabalhou numa paróquia onde conviveu com as misérias materiais e morais; esta experiência lhe abriu para as obras da fé. Numa viagem foi preso e, com grande humildade, viveu na escravidão até converter seu patrão e conseguiu depois de dois anos sua liberdade.

A partir disso, São Vicente de Paulo iniciou a reforma do clero, obras assistenciais, luta contra o jansenismo que esfriava a fé do povo e estragava com seu rigorismo irracional. Fundou também a "Congregação da Missão" (lazaristas) e unido a Santa Luísa de Marillac, edificou as "Filhas da Caridade" (irmãs vicentinas).

Sabia muito bem tirar dos ricos para dar aos pobres, sem usar as forças dos braços, mas a força do coração. Morreu quase octogenário, a 27 de setembro de 1660.

São Vicente de Paulo, rogai por nós!


Hoje dia 26/09/2010 às 19h30min  5ª noite de novena.

Tema: Vida fraterna: Comunhão de Santos e de Pecadores.
Noiteiros: Movimento Apostólico da Mãe Rainha, Terço dos Homens e Associação das Teresinhas.

Desde já muito obrigado pela sua participação e colaboração, que já é uma grande expressão de comunhão com o nosso Seminário e com o nosso bispo que tanto se esforça pelo aumento das vocações secerdotais nesta diocese tão carente de Padres, e que por isso fará das Visitas Pastorais um momento de sensibilidade e de convocação à colaboramos com a formação dos futuros presbíteros.

Com carinho, gratidão, em espírito de comunhão e esperando a sua presença amiga e fraterna.

Pe. Francisco Crisanto, Pe Augusto Lívio em nome de toda
a Comissão Organizadora e dos Seminaristas.


Preciosas Promessas


Eu sou o pão da vida. Quem vêm a mim, nunca mais terá fome, e o que crê em mim nunca mais terá sede.

Jo 6,35

Evangelho (Lucas 16,19-31)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!



Naquele tempo, Jesus disse aos fariseus: “19Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e fazia festas esplêndidas todos os dias.
20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, estava no chão, à porta do rico. 21Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas.
22Quando o pobre morreu, os anjos levaram-no para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado.
23Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão, com Lázaro ao seu lado.
24Então gritou: ‘Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas’.
25Mas Abraão respondeu: ‘Filho, lembra-te que tu recebeste teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez, os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. 26E, além disso, há um grande abismo entre nós; por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós’.
27O rico insistiu: ‘Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa do meu pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de tormento’.
29Mas Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas, que os escutem!’
30O rico insistiu: ‘Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converter’.
31Mas Abraão lhe disse: ‘Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos’”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Testemunhando o amor



Esta parábola do Evangelho de Lucas é uma contundente denúncia da sociedade dividida entre ricos e pobres. De um lado, um homem rico (anônimo), com roupas finas e elegantes, banqueteando-se; do lado de fora, o pobre Lázaro, cheio de feridas e faminto. Estas duas imagens nós as vemos diariamente, nos pobres que pervagam nas ruas e nos ricos em seus carros último modelo ou nas novelas da televisão. Com outro olhar, podemos ver Lázaro entre os vivos acolhidos por Deus, e o homem rico na região dos mortos, no meio dos tormentos. há um abismo entre ambos. De imediato, o texto dirige-se aos fariseus e às ricas elites do Judaísmo. Estes ricos não acreditaram nos profetas que anunciavam o projeto do Deus de amor, que é o resgate e a libertação dos pobres oprimidos e excluídos. E também não acreditaram no próprio Jesus, que, testemunhando o amor, venceu a morte imposta por eles. Dentre os profetas, é Amós o mais contundente na denúncia da riqueza (primeira leitura). Ele associa Davi àqueles que levam a vida com todo o gozo que a riqueza lhes proporciona. Pela fé, fomos chamados ao seguimento de Jesus, em comunidade, na justiça, na piedade, na caridade, na constância, na mansidão (segunda leitura), que nos inserem na vida eterna.
José Raimundo Oliva


A igreja celebra hoje: São Cosme e São Damião

Hoje, lembramos dois dos santos mais citados na Igreja: Cosme e Damião. Eram irmãos gêmeos, médicos de profissão e santos na vocação da vida. Viveram no Oriente e, desde jovens, eram habilidosos médicos. Com a conversão passaram a ser também missionários, ou seja, aproveitando a ciência com a confiança no poder da oração levavam a muitos a saúde do corpo e da alma.



Viveram na Ásia Menor, até que diante da perseguição de Diocleciano, no ano 300 da era cristã, foram presos pois eram considerados inimigos dos deuses e acusados de usar feitiçarias e meios diabólicos para disfarçar as curas. Tendo em vista esta acusação, a resposta deles era sempre:



"Nós curamos as doenças, em nome de Jesus Cristo e pelo Seu poder!"



Diante da insistência, quanto à adoração aos deuses, responderam: "Teus deuses não têm poder algum, nós adoramos o Criador do céu e da terra!"



Jamais abandonaram a fé e foram decapitados em 303. São considerados os padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.





São Cosme e São Damião, rogai por nós!