Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





angelho (João 7,40-53)




— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 40ao ouvirem as palavras de Jesus, algumas pessoas diziam: “Este é, verdadeiramente, o Profeta”. 41Outros diziam: “Ele é o Messias”. Mas alguns objetavam: “Porventura o Messias virá da Galileia? 42Não diz a Escritura que o Messias será da descendência de Davi e virá de Belém, povoado de onde era Davi?”
43Assim, houve divisão no meio do povo por causa de Jesus. 44Alguns queriam prendê-lo, mas ninguém pôs as mãos nele. 45Então, os guardas do Templo voltaram para os sumos sacerdotes e os fariseus, e estes lhes perguntaram: “Por que não o trouxestes?”
46Os guardas responderam: “Ninguém jamais falou como este homem”. 47Então os fariseus disseram-lhes: “Também vós vos deixastes enganar? 48Por acaso algum dos chefes ou dos fariseus acreditou nele? 49Mas esta gente que não conhece a Lei, é maldita!”
50Nicodemos, porém, um dos fariseus, aquele que se tinha encontrado com Jesus anteriormente, disse: 51“Será que a nossa Lei julga alguém, antes de o ouvir e saber o que ele fez?” 52Eles responderam: “Também tu és galileu, porventura? Vai estudar e verás que da Galileia não surge profeta”. 53E cada um voltou para sua casa.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho



Jesus é presença acolhedora e solidária no meio do povo

O messias (ou cristo, do grego) esperado na Judeia seria um líder que conquistaria a liberdade nacional dos judeus diante do império dominante. E ainda mais: imporia ao mundo a sua religião nacional. Não havia clareza quanto à sua origem. Contudo, iria manifestar-se com atos de poder. Jesus, com sua presença acolhedora e solidária no meio do povo, chamara a atenção. Seria ele o messias? havia opiniões diversas. Mas não percebiam o verdadeiro sentido do anúncio de Jesus, de um mundo novo de fraternidade e justiça. Os chefes religiosos judeus, porém, com uma compreensão messiânica diferente da popular, descartavam o messianismo de Jesus e procuravam matá-lo, tanto por sua origem humilde como por sua prática que ameaçava a estrutura político-religiosa da Judeia.


José Raimundo Oliva

igreja celebra hoje: Santo Ambrósio de Sena

O santo de hoje nasceu no ano de 1220 em Sena, Italia, dentro de um contexto familiar diferente.
Ao ter nascido com uma deformação fisica, sua familia – nobre – o renegou e o entregou a uma ama de leite, que recebeu a ordem de viver com a criança afastada deles.

Isso tudo foi providência na vida de Ambrósio, porque esta ama, mulher de fé, foi uma verdadeira mãe, alimentado-o e assim, foi acontecendo a recuperação do menino.

Com uma certa idade a família o acolheu. Ambrósio estava no processo de cura interior de reconciliação, mas já os havia perdoado. Aceitou, para um bem maior, os bens terrenos que ele teve como direito, usando-os para o bem dos pobres. O castelo foi se tornando aos poucos um hospital, lugar de acolhimento aos mais necessitados.

Com 18 anos renunciou a tudo e foi para os Dominicanos, tornando-se um pregador cheio do Espírito Santo.

Um homem do perdão e da reconciliação. Faleceu em Sena, durante uma pregação. Morreu no serviço, no ministério.

Santo Ambrósio, rogai por nós!

Evangelho (Mateus 1,16.18-21.24a)



— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PRroclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo.
21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. 24aQuando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!

OU (Escolhe-se um dos evangelhos)


Evangelho (Lc 2,41-51a)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa. 42Quando ele completou doze anos, subiram para a festa, como de costume. 43Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que seus pais o notassem. 44Pensando que ele estivesse na caravana, caminharam um dia inteiro. Depois começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. 45Não o tendo encontrado, voltaram para Jerusalém à sua procura. 46Três dias depois, o encontraram no Templo. Estava sentado no meio dos mestres, escutando e fazendo perguntas. 47Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas. 48Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados e sua mãe lhe disse: “Meu filho, por que agiste assim conosco? Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura”.
49Jesus respondeu: “Por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?” 50Eles, porém, não compreenderam as Palavras que lhes dissera. 51aJesus desceu então com seus pais para Nazaré, e era-lhes obediente.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

O nascimento de Jesus

O nascimento de Jesus é precedido do anúncio do anjo em Mateus e em Lucas. Em Lucas o anúncio é feito a Maria. Em Mateus o anjo do Senhor aparece em sonho a José "filho de Davi". Através de José, Mateus tem a intenção teológica de demonstrar a origem davídica de Jesus, e assim elabora a genealogia com a qual abre seu Evangelho. Jesus é o Messias (Cristo) dos judeo-cristãos para quem Mateus escreve. Temos aqui uma tipologia: o justo José é o protótipo dos israelitas sinceros. Em Maria vemos as novas comunidades nas quais Jesus é gerado. Para aqueles israelitas surge a suspeita de infidelidade destas comunidades. A situação é esclarecida pelo anjo do Senhor: o novo que é gerado é obra de Deus. Os israelitas são convidados a aderirem às novas comunidades para receberem Jesus salvador.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São José

Celebra-se hoje, 19 de março, a Solenidade de São José. Neste dia, a Igreja, espalhada pelo mundo todo, recorda solenemente a santidade de vida do seu patrono.

Esposo da Virgem Maria, modelo de pai e esposo, protetor da Sagrada Família, São José foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo.

Seu nome, em hebraico, significa “Deus cumula de bens”.

No Evangelho de São Mateus vemos como foi dramático para esse grande homem de Deus acolher, misteriosa, dócil e obedientemente, a mais suprema das escolhas: ser pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Messias, o Salvador do mundo.

"Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa" (Mt 1,24).

O Verbo Divino quis viver em família. Hoje, deparamos com o testemunho de José, “Deus cumula de bens”; mas, para que este bem maior penetrasse na sua vida e história, ele precisou renunciar a si mesmo e, na fé, obedecer a Deus acolhendo a Virgem Maria.

Da mesma forma, hoje São José acolhe a Igreja, da qual é o patrono. E é grande intercessor de todos nós.

Que assim como ele, possamos ser dóceis à Palavra e à Vontade do Senhor.

São José, rogai por nós!

CONVERSANDO COM NOSSA SENHORA.



.......................................................................................................

Evangelho (João 5,31-47)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 31“Se eu der testemunho de mim mesmo, meu testemunho não vale. 32Mas há um outro que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.
33Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. 34Eu, porém, não dependo¬ do testemunho de um ser humano. Mas falo assim para a vossa salvação. 35João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com a sua luz.
36Mas eu tenho um testemunho maior que o de João; as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou. 37E também o Pai que me enviou dá testemunho a meu favor. Vós nunca ouvistes sua voz, nem vistes sua face, 38e sua palavra não encontrou morada em vós, pois não acreditais naquele que ele enviou.
39Vós examinais as Escrituras, pensando que nelas possuís a vida eterna. No entanto, as Escrituras dão testemunho de mim, 40mas não quereis vir a mim para ter a vida eterna! 41Eu não recebo a glória que vem dos homens. 42Mas eu sei que não tendes em vós o amor de Deus. 43Eu vim em nome do meu Pai, e vós não me recebeis. Mas, se um outro viesse em seu próprio nome, a este vós o receberíeis.
44Como podereis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus? 45Não penseis que eu vos acusarei diante do Pai. Há alguém que vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. 46Se acreditásseis em Moisés, também acreditaríeis em mim, pois foi a respeito de mim que ele escreveu. 47Mas se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis então nas minhas palavras?”


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

As obras de Jesus são as obras do Pai

João Batista deu o testemunho da verdade. Abriu o caminho do batismo da conversão à prática da justiça, a favor da vida. Jesus, movido pelo Espírito, assumiu este caminho e, através de suas próprias obras, proclamou-o como o caminho da perfeição que confere a vida eterna. Os chefes judeus rejeitaram a palavra viva de Deus, fechando-se na letra morta das Escrituras, pensando encontrar ali a vida eterna. A vida eterna é encontrada em Jesus, em sua prática e no seu seguimento. As obras de Jesus, que são as obras do Pai, são a comunicação de vida a todos os homens e mulheres, em todos os povos, promovendo a liberdade e a dignidade, removendo toda e qualquer exclusão. Nesta prática de Jesus e dos discípulos, em todos os tempos, Deus é glorificado.
José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Cirilo de Jerusalém

Nasceu no ano de 315, e foi muito bem formado em Jerusalém. Ordenado sacerdote, e poucos anos depois, em 348, já era bispo. Faleceu em 386

Se empenhou nas catequeses para bem formar o povo de Deus, na verdade e no amor, formando-os também com sua vida.

Muitos cristãos cediam às heresias, e Cirilo pagou o preço. Por 3 vezes foi desterrado, sendo que na última vez, teve que ficar 11 anos fora do seu pastoreio, percorrendo cidades na Ásia, como um peregrino, tendo uma vida cenobítica até que em 362 pôde retornar.

São Cirilo ajudou os corações dos fieis a mergulharem no mistério pascal, que é o coração da fé católica: o crucificado que ressuscitou.

Deixou muito presente para os cristãos do século IV a verdade da Eucaristia. Ele ensinava que era preciso fazer com as mãos, um trono – mão esquerda apoiada sobre a direita, para receber o Corpo do Senhor. E de estarmos atentos aos fragmentos, onde também há a presença real de Jesus.

São Cirilo, rogai por nós!

Evangelho (João 5,17-30)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 17Jesus respondeu aos judeus: “Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho”. 18Então, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque, além de violar o sábado, chamava Deus o seu Pai, fazendo-se, assim, igual a Deus.
19Tomando a palavra, Jesus disse aos judeus: “Em verdade, em verdade vos digo, o Filho não pode fazer nada por si mesmo; ele faz apenas o que vê o Pai fazer. O que o Pai faz, o Filho o faz também. 20O Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz. E lhe mostrará obras maiores ainda, de modo que ficareis admirados.
21Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida, o Filho também dá a vida a quem ele quer. 22De fato, o Pai não julga ninguém, mas ele deu ao Filho o poder de julgar, 23para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou.
24Em verdade, em verdade, eu vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, possui a vida eterna. Não será condenado, pois já passou da morte para a vida. 25Em verdade, em verdade, eu vos digo: está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus e os que a ouvirem viverão. 26Porque, assim como o Pai possui a vida em si mesmo, do mesmo modo concedeu ao Filho possuir a vida em si mesmo. 27Além disso, deu-lhe o poder de julgar, pois ele é o Filho do Homem. 28Não fiqueis admirados com isso, porque vai chegar a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão a voz do Filho e sairão: 29aqueles que fizeram o bem, ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação.
30Eu não posso fazer nada por mim mesmo. Eu julgo conforme o que escuto, e meu julgamento é justo, porque não procuro fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.


Comentário do Evangelho

O amor de Deus gera a vida

Jesus responde aos chefes judeus, que procuravam matá-lo, irados por ele não observar as restrições da Lei sobre o sábado, tendo curado um paralítico, o que era considerado um trabalho proibido neste dia.
"Meu Pai trabalha sempre e eu também trabalho." Os judeus reconheciam que, embora os homens devessem cessar seus trabalhos no sábado, a ação de Deus era contínua. Jesus identificava-se com Deus. A ira dos chefes aumentava mais diante da afirmação de Jesus de que é Filho de Deus. Esta afirmação desestrutura os esquemas religiosos que lhes garantiam status e poder. O amor de Deus, em Jesus, gera a vida e não se deixa tolher por normas e preceitos que a ela se opõem. É este amor que não conhece fronteiras e se manifesta em todos os povos.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Patrício

Bispo

O santo de hoje, nasceu na gra betanha no ano de 380. Vida de oração, penitencia, uma vida de entrega a Deus que foi capacitando-o a responder em cristo as tribulaçoes da vida.

Aos 16 anos foi capturado e preso por piratas irlandeses. No perdão, na oração e na atenção de encontrar um espaço para a fuga. Conseguiu fugir para a França, onde continuou seu discernimento na busca da vontade de Deus.

Tornou-se sacerdote missionário, evangelizando na Inglaterra e Irlanda. Com grande eficácia, salvou muitas almas com Cristo, a ponto de tornar esta Irlanda Antiga, toda Católica, do empregado ao Rei.

A historia da Irlanda ficou marcada com a contribuição de Sao Patricio, que atraves da construção que fez de diversos mosteiros, deixou a fama nesse lugar de “Ilha dos Mosteiros”.

Faleceu com cerca de 80 anos.

São Patrício, rogai por nós!

Evangelho (João 5,1-16)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. 2Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. 3Muitos doentes ficavam ali deitados — cegos, coxos e paralíticos. 4De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. 5Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos.
6Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: “Queres ficar curado?” 7O doente respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente”. 8Jesus disse: “Levanta-te, pega tua cama e anda”. 9No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar.
Ora, esse dia era um sábado. 10Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: “É sábado! Não te é permitido carregar tua cama”. 11Ele respondeu-lhes: “Aquele que me curou disse: ‘Pega tua cama e anda’”. 12Então lhe perguntaram: “Quem é que te disse: ‘Pega tua cama e anda’?” 13O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar.
14Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: “Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior”. 15Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. 16Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus é fonte do amor e da vida para todos

Nesta narrativa do Evangelho de João é feito um contraste entre a festa religiosa dos judeus no Templo de Jerusalém e o grande número de doentes marginalizados reunidos em um setor de periferia, a Porta das Ovelhas, por ser uma área de acesso de comerciantes estrangeiros à cidade. Jesus, em vez de estar na festa, está entre estes marginalizados que buscam, inclusive, uma cura milagrosa de um ritual pagão (o anjo que agitava as águas da piscina). Concedendo a cura a um paralítico aí presente, Jesus revela ser a fonte do amor e da vida para todos, indiscriminadamente. De maneira contraditória, os judeus promotores de sua festa religiosa perseguem Jesus por
sua prática libertadora e amorosa

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santa Eusébia

Virgem e Abadessa

Pertenceu a uma família de muitos santos. Com 8 anos seu pai faleceu, e sua mãe, chamada a uma vida de entrega total a Deus, montou um convento. E quis a sua filha junto. Sua avó Gertrudes também a chamou, e ela aceitou.

A mãe, Riertrudes, soube que Eusébia seria a Abadessa após a morte de sua avó. Então fez de tudo para ela ser bem formada antes, pois tinha apenas 12 anos. E foi para junto de sua mãe, mas as vezes escapava para a comunidade de Hamage - França, onde percebia ser o seu lugar.

Riertrudes repensou, e após se aconselhar com bispos e abades liberou sua filha para voltar e ser Abadessa, talvez a mais jovem da França.

Eusébia pressentiu que não duraria muito por aqui. Com apenas 23 anos reuniu suas filhas espirituais, e deu-lhes vários conselhos. Depois, esperou a morte de maneira calma e confiante. Isso no ano de 680.

Santa Eusébia, rogai por nós!

Evangelho (João 4,43-54)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 43Jesus partiu da Samaria para a Galileia. 44O próprio Jesus tinha declarado, que um profeta não é honrado na sua própria terra. 45Quando então chegou à Galileia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. 46Assim, Jesus voltou para Caná da Galileia, onde havia transformado água em vinho.
Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. 47Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. 48Jesus disse-lhe: “Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais”. 49O funcionário do rei disse: “Senhor, desce, antes que meu filho morra!” 50Jesus lhe disse: “Podes ir, teu filho está vivo”. O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora.
51Enquanto descia para Cafarnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. 52O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: “A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde”. 53O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: “Teu filho está vivo”. Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. 54Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeia para a Galileia.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

mentário do Evangelho

Confiança em Jesus

A Galileia é o espaço central do ministério de Jesus. Aí se misturam gentios e descendentes de colonos e comerciantes judeus. Este segundo sinal se dá estando Jesus em Caná, como nas bodas no primeiro sinal. Caná só é mencionada por João. É a cidade de Natanael, que também só aparece em João. "Sinais" e "prodígios" são censurados por Jesus. O conteúdo da narrativa não é o registro de nenhuma dimensão prodigiosa de Jesus. É o destaque da confiança no seu amor e na sua palavra, o que faz passar da morte para a vida. Jesus não apresenta manifestações externas, prodigiosas e ostensivas de poder, mas age amorosamente, tocando os corações e comunicando-lhes a vida que permanece para sempre.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Clemente Maria Hofbauer

Dentro de uma família muitos simples, nasceu na Áustria, no ano de 1751.

Perdeu muito cedo o seu pai, e foi educado por sua piedosa mãe que o dizia: “ Procurai andar sempre nos caminhos agradaveis a Deus”.

Vocacionado ao sacerdócio, com muito esforço estudou a filosofia e teologia. Após ordenado padre redentorista, foi para Alemanha.

Ali, seu objetivo religioso não era somente servir a sua congregação, mas a toda a Igreja local, a ponto de ajudar a sua diocese a se redescobrir como pólo evangelizador.

São Clemente contribuiu para o aparecimento de muitos conventos e asilos, sinais materiais da força do Evangelho.
Consumido na missão, aos 70 anos, partiu para sua recompensa: a glória de Deus.

São Clemente Maria, rogai por nós!

CONSEQUÊNCIAS DA FALTA DO PERDÃO

Quantas vidas vivi para aprender a perdoar...
Quantas chances tive... No entanto, fracassei um cem número de vezes.
Quantas doenças armazenei...
Quanto maltratei o meu corpo espiritual! Foram muitas encarnações.
O Pai bondoso me dava as oportunidades e eu novamente me perdia no rancor e no ódio.
Um dia, já cansado de lançar tanto veneno em meu corpo, resolvi perdoar, meio a contragosto. Ou seja, deixei de alimentar o rancor e esqueci as ofensas. Foram várias encarnações com o corpo físico deformado. A cada encarnação, eu ía diminuindo os defeitos. Até que, um dia, nasci perfeito e comecei a viver, realmente.
Meus irmãos, a sua vida está certa. Você está no lugar certo, com as pessoas certas. Enfim, tudo está perfeito.
Não cultive a revolta, e sim, viva feliz, tirando do seu sofrimento as lições necessárias para o seu equilíbrio e crescimento.
Aprenda a olhar para você com os olhos da alma e veja o quanto já aprendeu das dores que você vivenciou. Não reclame, ao contrário, agradeça ao Pai pela grande e valiosa oportunidade de poder estar novamente na carne, escola bendita que nos eleva ao encontro da luz.
A sua vida tem tudo o que você precisa. Aprenda a usar os benefícios que ela traz, para o seu próprio proveito.

Evangelho (Lucas 15,1-3.11-32)



— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. 2Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus: “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”.
3Então Jesus contou-lhes esta parábola:
11“Um homem tinha dois filhos. 12O filho mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles.
13Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante. E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada. 14Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome naquela região, e ele começou a passar necessidade.
15Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para seu campo cuidar dos porcos. 16O rapaz queria matar a fome com a comida que os porcos comiam, mas nem isto lhe davam.
17Então caiu em si e disse: ‘Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome. 18Vou-me embora, vou voltar para meu pai e dizer-lhe: Pai, pequei contra Deus e contra ti; 19já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados’.
20Então ele partiu e voltou para seu pai. Quando ainda estava longe, seu pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-lhe ao encontro, abraçou-o e cobriu-o de beijos.
21O filho, então, lhe disse: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho’.
22Mas o pai disse aos empregados: ‘Trazei depressa a melhor túnica para vestir meu filho. E colocai um anel no seu dedo e sandálias nos pés. 23Trazei um novilho gordo e matai-o. Vamos fazer um banquete. 24Porque este meu filho estava morto e tornou a viver; estava perdido e foi encontrado’. E começaram a festa.
25O filho mais velho estava no campo. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança. 26Então chamou um dos criados e perguntou o que estava acontecendo.
27O criado respondeu: ‘É teu irmão que voltou. Teu pai matou o novilho gordo, porque o recuperou com saúde’.
28Mas ele ficou com raiva e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele. 29Ele, porém, respondeu ao pai: ‘Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua. E tu nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos. 30Quando chegou esse teu filho, que esbanjou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho cevado’.
31Então o pai lhe disse: ‘Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu. 32Mas era preciso festejar e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado’.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Pai, pequei contra o céu e contra ti

Temos neste texto de Lucas mais um registro, dentre os inúmeros encontrados nos Evangelhos, do conflito entre os escribas e fariseus, integrantes das elites religiosas do Judaísmo, e Jesus. Estes chefes religiosos que tinham seu poder garantido a partir da humilhação e dominação dos pequeninos e pobres irritam-se com a prática acolhedora de Jesus. Sendo censurado por fazer-se acompanhar por publicanos e "pecadores" e comer com eles, Jesus narra duas curtas parábolas sobre a alegria pelo encontro com estes excluídos, e uma terceira sobre o "pai misericordioso".
Nesta encontramos uma plenitude de significado que pode ser considerado o núcleo da mensagem dos Evangelhos. É o pai que respeitou plenamente a liberdade de seu filho, confiante na força do amor que sustenta a vida. O bem maior, que é a liberdade, tem o amparo do amor misericordioso. Desaparece a imagem do deus poderoso que castiga os que dele se afastam impondo-lhes variados sofrimentos e, se se arrependem, reata a aliança com eles, porém sob ameaças. Jesus revela o Deus de amor e da reconciliação (cf. segunda leitura), que respeita plenamente a liberdade de seus filhos e está com o coração aberto para acolhê-los a qualquer momento, sem censuras, independentemente de sua história passada.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santa Matilde

Santa Matilde foi educada numa nobre familia junto a um Mosterio Beneditino. Cresceu e casou-se o com Henrique I, rei da Alemanha, mas manteve sua nobreza interior, não deixando influenciar-se com o poder.

Teve 5 filhos, e sempre como mãe humilde e orante, buscou ensinar aos filhos os caminhos da salvação eterna.

Matilde também foi mãe para o povo, para os pobres. Mulher cheia de compaixão que dentro das possibilidades ajudou e influenciou a muitos.

Com o falecimento de Henrique I, essa grande mulher de Deus disse aos filhos: "Gravai bem no vosso coração o temor de Deus. Ele é o Rei e Senhor verdadeiro, que dá poder e dignidade perecíveis...Feliz aquele que prepara sua eterna salvação".

Com a morte do marido, o seu calvário começou: foi traída pelos filhos, sob a falsa acusação de que estaria desperdiçando os bens com os pobres. Retirou-se para um convento e ali intercedeu pelos seus amados filhos, através da oração e sacrificios.

Seus filhos então, tomaram consciência da injustiça que estavam comentendo.Com a conversão deles, teve mais facilidade para ajudar a muitos outros pobres. Em 968 partiu para o reino dos céus, o reino dos santos.

Santa Matilde, rogai por nós!