Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





Hoje dia 12 de Dezembro - Iª Motoromaria da Luz

Saída ás 00:30 da Pça Rodolfo Fernandes
- Coronel Gurgel
- Rua Frei Miguelino
- Av. Alberto Maranhão

1ª Parada - CAPELA DE SÃO VICENTE

Alberto Maranhão
Rua dr;João Marcelin>segue

2ª Parada - COLÉGIO DIOCESANO SANTA LUZIA
Rua José Damião
Rua Monsenhor Gurgel

3ª Parada - IGREJA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Av. Abel Coelho
BR 304
Rua João da Escóssia
Rua João Pedro da Costa

4ª Parada - IGREJA DE SÃO PAULO E SEDE DO CURSILHO

Frei Miguelino
Rua Antonio Vieira de Sá
Rua Felipe Camarão

5ª Parada – IGREJA DE SÃO JOÃO BATISTA

Rua Felipe Camarão
Rua Silva Jardim

Rua Coelho Neto
Rua Manoel Freire

6ª Parada – CAIC(Carnaubal)

Rua Jaem Menescal
Rua Pedro Gomes de Oliveira
Rua Padre Freire
Av. Alberto Maranhão

7ª Parada – IGREJA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO.

Rua Coelho Neto
Segue para a ponte nova

8ª Parada – U. P. A. (alto de São Manoel)
Segue pela pista nova
Rua Sérvulo Marcelino

9ª Parada – NOSSA SENHORA MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS

Rua Sérvulo Marcelino
Av. Presidente Dutra

10ª Parada –IGREJA DE SÃO MANOEL

Av. Presidente Dutra

Rua Benício Filho
Rua Camilo Figueiredo.

11ª Parada – CENTRO CATEQUÉTICO ILHA DE SANTA LUZIA –

Rua Maria Freire da Silva
Rua Expedicionário João Medeiros Marujo
Estação da CAERN
Rua General Perícles.
Rua Pedro Leite de Oliveira
Av. Presidente Dutra
Desce sentido centro
Rua João Pessoa
Pça Rafael Fernandes

12ª Parada –SANTUÁRIO DO CORAÇÃO DE JESUS

Sai pela João Pessoa
Pça Rafael Fernandes
Contornando a praça
Rua Santos Dumont
Rua Cel. Vicente saboia
Contorna a praça Vigário Antonio Joaquim

13ª Parada – CATEDRAL DE SANTA LUZIA


1ª Missa do dia 13/12- 3h30 da madrugada


Vejam a simulação nas Fotos:

Evangelho (Lucas 1,39-47)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

39Naqueles dias Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou em seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. 46Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Maria canta as glórias de Deus

Tendo sido advertida pelo anjo sobre a gestação de Isabel em seu sexto mês, Maria sai em sua ajuda. Ao saudar Isabel, tanto esta, inspirada pelo Espírito Santo, como o menino, que pula de alegria no seu ventre, confi rmam a presença do Senhor no ventre, de Maria. Lucas é o único evangelista a mencionar o ventre feminino como fonte de vida, e o faz por sete vezes. E destaca-se mais a grandiosidade deste ventre feminino por ser fonte de vida divina. É a sublime realidade da encarnação, da presença do Deus eterno entre nós! Maria entoa seu hino de agradecimento a Deus por ser a escolhida neste projeto da encarnação. E exalta, na seqüência do hino, o projeto libertador de Deus que "depõe os poderosos de seus tronos e eleva os humildes, despede de mãos vazias os ricos e enche de bens os famintos". Maria de Guadalupe é a inspiração das comunidades que procuram na nossa América Latina libertar-se do poder imperial cruel do Norte.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Nossa Senhora de Guadalupe

Num sábado, no ano de 1531, a Virgem Santíssima apareceu a um indígena que, de seu lugarejo, caminhava para a cidade do México a fim de participar da catequese e da Santa Missa enquanto estava na colina de Tepeyac, perto da capital. Este índio convertido chamava-se Juan Diego (canonizado pelo Papa João Paulo II em 2002).

Nossa Senhora disse então a Juan Diego para que fosse até o Bispo, pedindo que naquele lugar fosse construído um santuário para a honra e glória de Deus. O Bispo local, usando de prudência, pediu um sinal da Virgem ao indígena que, somente na terceira aparição, foi concedido. Foi quando Juan Diego estava indo buscar um sacerdote para o tio doente: "Escute, meu filho, não há nada que temer, não fique preocupado nem assustado; não tema esta doença, nem outro qualquer dissabor ou aflição. Não estou eu aqui, a seu lado? Eu sou a sua Mãe dadivosa. Acaso não o escolhi para mim e o tomei aos meus cuidados? Que deseja mais do que isto? Não permita que nada o aflija e o perturbe. Quanto à doença do seu tio, ela não é mortal. Eu lhe peço, acredite agora mesmo, porque ele já está curado. Filho querido, essas rosas são o sinal que você vai levar ao Bispo. Diga-lhe em meu nome que, nessas rosas, ele verá minha vontade e a cumprirá. Você é meu embaixador e merece a minha confiança. Quando chegar diante dele, desdobre a sua "tilma" (manto) e mostre-lhe o que carrega, porém, só em sua presença. Diga-lhe tudo o que viu e ouviu, nada omita..."

O Bispo viu não somente as rosas, mas o milagre da imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, pintada prodigiosamente no manto do humilde indígena. Ele levou o manto com a imagem da Virgem para a capela, e ali, em meio às lágrimas, pediu perdão a Nossa Senhora. Era o dia 12 de dezembro de 1531. Uma linda confirmação deu-se quando Juan Diego fora visitar o seu tio, que sadio narrou: "Eu também a vi. Ela veio a esta casa e falou a mim. Disse-me também que desejava a construção de um templo na colina de Tepeyac e que sua imagem seria chamada de 'Santa Maria de Guadalupe', embora não tenha explicado o porquê". Diante de tudo isso muitos se converteram e o Santuário foi construído.

O grande milagre de Nossa Senhora de Guadalupe é a sua própria imagem. O tecido, feito de cacto, não dura mais de 20 anos e este já dura há mais de quatro séculos e meio. Durante 16 anos, a tela esteve totalmente desprotegida, sendo que a imagem nunca foi retocada e até hoje os peritos em pintura e química não encontraram na tela nenhum sinal de corrupção. No ano de 1971, alguns peritos inadvertidamente deixaram cair ácido nítrico sobre toda a pintura. Pois nem a força de um ácido tão corrosivo estragou ou manchou a imagem. Com a invenção e ampliação da fotografia descobriu-se que, assim como a figura das pessoas com as quais falamos se reflete em nossos olhos, da mesma forma a figura de Juan Diego, do Bispo e do intérprete se refletiu e ficou gravada nos olhos do quadro de Nossa Senhora. Cientistas americanos chegaram à conclusão de que estas três figuras estampadas nos olhos de Nossa Senhora não são pintura, mas imagens gravadas nos olhos de uma pessoa viva.

Disse o Papa Bento XIV, em 1754: "Nela tudo é milagroso: uma Imagem que provém de flores colhidas num terreno totalmente estéril, no qual só podem crescer espinheiros... uma Imagem estampada numa tela tão rala que através dela pode se enxergar o povo e a nave da Igreja... Deus não agiu assim com nenhuma outra nação".

Coroada em 1875 durante o Pontificado de Leão XIII, Nossa Senhora de Guadalupe foi declarada "Padroeira de toda a América" pelo Papa Pio XII a 12 de outubro de 1945. No dia 27 de janeiro de 1979, durante sua viagem apostólica ao México, o Papa João Paulo II visitou o Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe e consagrou à Mãe Santíssima toda a América Latina, da qual a Virgem de Guadalupe é Padroeira.

Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós!

Evangelho (Mateus 11,16-19)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus às multidões: 16“Com quem vou comparar esta geração? São como crianças sentadas nas praças, que gritam para os colegas, dizendo: 17‘Tocamos flauta e vós não dançastes. Entoamos lamentações e vós não batestes no peito!’ 18Veio João, que nem come e nem bebe, e dizem: ‘Ele está com um demônio’. 19Veio o Filho do Homem, que come e bebe e dizem: ‘É um comilão e beberrão, amigo de cobradores de impostos e de pecadores’. Mas a sabedoria foi reconhecida com base em suas obras.”


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Os pequenos reconhecem a sabedoria de Jesus

Neste texto do Evangelho de Mateus, temos a conclusão da fala de Jesus exaltandoJoão Batista. No início de sua fala, a afi rmação de Jesus de que "desde o dia de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e violentos se apoderam dele...", é uma alusão à ruptura de João com os pilares do judaísmo: o sacerdócio, o templo e a Lei que excluía os seus inadimplentes (pecadores). João descarta a linhagem sacerdotal do pai, troca o templo de Jerusalém pelo deserto (periferia) e anuncia a libertação dos oprimidos pela Lei através da prática da justiça. Comparando com algumas crianças que se excluem do jogo das demais, Jesus denuncia a rejeição dos chefes do judaísmo. João, austero no seu vestir, no seu hábitat e em sua alimentação, inicia o anúncio do Reino. A seguir Jesus, o Filho do Homem (o Humano), veste-se e alimenta-se normalmente e vive nos espaços comuns das cidades e dos campos. Tanto João, na sua austeridade, como Jesus, na sua naturalidade e alegria de vida, foram rejeitados e difamados pelos chefes religiosos e políticos de Israel. Porém, os pequenos e humildes, dentro e fora do judaísmo, pelas obras de Jesus reconheceram sua sabedoria.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Dâmaso

Ocupou a Sé de Roma de 366 a 384. Foi natural, ou pelo menos originário, da antiga Hispânia. O Livro Pontifical, não muito posterior, dá-o como hispanus. Seu pai e uma irmã ao menos, Santa Irene, viveram também em Roma. Lá, S. Dâmaso erigiu uma Basílica a S. Lourenço, que recebeu o cognome de in Damaso.

Viveu num período de grande agitação para a Igreja. No tempo de seu Pontificado, era Bispo de Milão o grande Santo Ambrósio e São Jerônimo punha sua formidável inteligência ao serviço da Igreja. São Dâmaso teve que enfrentar um cisma causado por um antipapa, isto no início do seu Pontificado. Infelizmente este não consistiu no único problema para Dâmaso, já que teve de combater o Arianismo, que negava a consubstancialidade de Cristo com o Pai. Sendo ele Papa, chegou quase a extinguir-se a heresia ariana. O Imperador Teodósio, se não encontrou nele um indomável mestre de moral como Santo Ambrósio, encontrou um Papa que afirmou sempre, com serena firmeza, a "autoridade da Sé Apostólica". Dâmaso fez de tudo pela unidade da Igreja, e para deixar claro o Primado do Papa, pois foi o próprio Cristo quem quis: "E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mt 16,18)
.
O Papa Dâmaso esteve no II Concílio Ecumênico onde aconteceu a definição dogmática sobre a Divindade do Espírito Santo. Foi ele quem encarregou São Jerônimo na tradução da Bíblia da língua original para o latim, língua oficial da Igreja. Conhecido como o "Papa das Catacumbas", São Dâmaso foi responsável pela zelosa restauração das catacumbas dos mártires. Em Roma, conseguiu separar Estado e Paganismo. A sua obra foi paciente e oculta, mas não medíocre nem definhante. Soube ligar à Sé apostólica todas as Igrejas e obteve do poder civil o maior respeito.

São Dâmaso, o Papa mais notável do século IV, veio a falecer em 384. Na chamada Cripta dos Papas, por ele explorada nas Catacumbas de S. Calisto, no fim de uma longa inscrição, escreveu: "Aqui eu, Dâmaso, desejaria mandar sepultar os meus restos, mas tenho medo de perturbar as piedosas cinzas dos santos". Humildade e discrição de um Papa verdadeiramente santo, que de fato preparou para si a sepultura longe, num local solitário, à margem da Via Ardeatina.

São Dâmaso, rogai por nós!

Evangelho (Mateus 11,11-15)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 11“Em verdade eu vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos Céus é maior do que ele. 12Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam. 13Com efeito, todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. 14E se quereis aceitar, ele é o Elias que há de vir. 15Quem tem ouvidos, ouça”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

João Batista foi o precursor de Jesus.

João Batista foi o precursor de Jesus. No tempo do Advento, que precede a celebração do mistério da encarnação do Filho de Deus, na liturgia se faz com insistência a sua memória. João Batista foi uma personalidade extremamente forte e marcante. Conclamando o povo ao batismo da conversão à justiça que remove o pecado, João suscitou a ira de Herodes, tetrarca da Galiléia, e dos chefes religiosos de Israel. Ele, filho de sacerdote, rompeu com a linhagem sacerdotal e com o templo, expressão máxima do judaísmo, para fazer seu anúncio profético no deserto. Afastando-se de Jerusalém, dirigiuse ao deserto proclamando sua mensagem tão original e forte, que atraiu Jesus. Seu batismo da conversão à justiça que remove o pecado está na origem do batismo, que é o sacramento básico da Igreja. Jesus se fez discípulo de João Batista e, em Jesus, o batismo de João foi assumido pelo Espírito Santo. Como João, Jesus faz o anúncio da conversão à justiça e da chegada do Reino dos Céus, com a novidade da participação na própria vida de Deus, a ser arrebatado pelos "menores", através da violência da ruptura com a ideologia dos poderosos deste mundo e, também, sofrendo violência por parte destes poderosos.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Melquíades

Hoje nos deixamos atingir pela santidade de vida de um Papa que buscou no Pastor Eterno e Universal toda a graça que necessitava para ser fiel num tempo de transição da Igreja. São Melquíades, de origem africana, fez parte do Clero Romano, até que em 310 faleceu o Papa Eusébio e foi eleito sucessor de São Pedro.

No período de seu governo, Melquíades sofreu com a perseguição aos cristãos pelo Imperador Máximo. Esta perseguição só teve um descanso quando Constantino venceu Máximo na histórica batalha em Roma (312) a qual atribuiu ao Deus dos cristãos. Com isto, surgiu o Edito de Milão em 313, concedendo a liberdade religiosa; assim, São Melquíades passou do Papa da perseguição para o Papa da liberdade dos cristãos.

Durante os quatro anos de seu Pontificado, as piores ameaças nasceram no interior da Igreja com os hereges. São Melquíades foi grande defensor da Fé, por isso combateu principalmente o Donatismo, que contestava a legitimação da eleição dos ministros de Deus e fanaticamente se substituía a qualquer autoridade.

Aproveitou Melquíades, a liberdade religiosa para organizar as sedes paroquiais em Roma e recuperar os bens da Igrejas perdidos durante a perseguição. São Melquíades através da Eucaristia semeou a unidade da Igreja de Roma com as demais igrejas. Entrou no céu em 314 e foi enterrado na Via Ápia, no cemitério de Calisto. Do Doutor Santo Agostinho, São Melquíades recebeu o seguinte reconhecimento: "Verdadeiro filho da paz, verdadeiro pai dos cristãos".


São Melquíades, rogai por nós!

FESTA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 2009






Fonte: http://pastoralfamiliarapodi.blogspot.com/

Evangelho (Mateus 11,28-30)

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

No coração de Jesus um abrigo

Depois de uma efusiva ação de graças com alegria, Jesus convida todos ao seu seguimento. É ele quem recebeu do Pai as palavras de libertação e vida, e disto toda a sua vida foi um testemunho. Jesus manso e humilde de coração é a expressão da bem-aventurança dos mansos e de coração puro. Por sua auto-inclusão nas bem-aventuranças, vê-se que o jugo suave e leve de Jesus é a adesão às propostas do Sermão da Montanha, como realização da vontade do Pai aqui no mundo. O mundo cansa a todos pelos carregados fardos que lhes são impostos. Jesus oferece o descanso, o alívio, como um convincente motivo ao seu seguimento: os discípulos suportavam o fardo da religião do templo e da sinagoga. Era uma religião de observâncias que oprimiam e excluíam. Pela adesão à novidade de Jesus, no seu convívio, na amizade, na fraternidade e na prática do serviço, os discípulos encontram a alegria. No mundo também vigora o pesado fardo da ideologia do poder e do sucesso, mantida pelos donos do poder em vista da submissão dos oprimidos. O mundo oferece a todos a sedução da riqueza e do poder. Correndo atrás destas ofertas, as pessoas se isolam e seu coração é tomado de ansiedade e angústia. No coração de Jesus encontra-se o abrigo para as jornadas ao encontro da vida, tecendo-se laços de fraternidade e construindo-se a paz.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santa Joana Francisca de Chantal

Neste dia queremos lembrar a vida da santa que na liturgia comemoraremos amanhã, Joana Francisca de Chantal, modelo de jovem, mãe, irmã e, por fim, de religiosa. Nasceu em Dijon, centro da França, em 1572 e foi pelas provações modelada até a santidade.

A mãe tão amada faleceu quando Joana era criança; o pai, homem de caráter exemplar, era presidente da câmara dos vereadores e por causa de maquinações políticas chegou a sofrer pobreza e muitas humilhações. Joana, que recebeu da família a riqueza da fé, deu com 5 anos um exemplo marcante quanto a presença de Jesus no Santíssimo Sacramente, pois falou a um calvinista que questionava o pai: "O Senhor Jesus Cristo está presente no Santíssimo Sacramento, porque Ele mesmo o disse. Se pretendeis não aceitar o que Ele falou, fazeis dele um mentiroso".

Santa Joana Francisca com 20 anos casou-se com um Barão (Barão de Chantal), tiveram quatro filhos, e juntos começaram a educar os filhos, principalmente com o exemplo. Joana era sempre humilde, caridosa para com o esposo, filhos e empregados; amava e muito amada.

Tristemente perdeu seu esposo que foi vítima de um tiro durante uma caça e somente com a graça de Deus conseguiu perdoar os causadores, e corajosamente educar os filhos. Como santa viúva, Joana conheceu o Bispo Francisco de Sales que a assumiu em direção espiritual e encontrou na santa a pessoa ideal para a fundação de uma Ordem religiosa. Isto no ano de 1604. A partir disso, começou e se desenvolveu uma das mais belas amizades que se têm conhecido entre os santos da Igreja.

Santa Joana Francisca de Chantal, já com os filhos educados, encontrou resistência dos seus familiares, porém, diante do chamado de Cristo, tornou-se fundadora das Irmãs da Visitação de Nossa Senhora. Seguindo o exemplo de Maria, a santa de hoje com suas irmãs fizeram um grande bem à sociedade e à toda Igreja. A longa vida religiosa da Senhora de Chantal foi cheia de trabalhos, sofrimentos e consolações. Faleceu em Moulins, no ano de 1641. Nessa época, já existiam na França noventa casas da sua Ordem.

São Francisco de Sales nunca abandonou a filha espiritual; sobreviveu-lhe ela dezenove anos e repousa a seu lado na capela da Visitação, em Annecy (local da fundação da primeira casa da Ordem das Irmãs da Visitação de Nossa Senhora).


Santa Joana Francisca de Chantal, rogai por nós!

ROTEIRO DA MOTO-ROMARIA DA LUZ


DIA 12/12

Saída ás 00:30 da Pça Rodolfo Fernandes
- Coronel Gurgel
- Rua Frei Miguelino
- Av. Alberto Maranhão

1ª Parada - CAPELA DE SÃO VICENTE

Alberto Maranhão
Rua dr;João Marcelin>segue

2ª Parada - COLÉGIO DIOCESANO SANTA LUZIA
Rua José Damião
Rua Monsenhor Gurgel

3ª Parada - IGREJA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Av. Abel Coelho

BR 304
Rua João da Escóssia
Rua João Pedro da Costa

4ª Parada - IGREJA DE SÃO PAULO E SEDE DO CURSILHO

Frei Miguelino
Rua Antonio Vieira de Sá
Rua Felipe Camarão

5ª Parada – IGREJA DE SÃO JOÃO BATISTA

Rua Felipe Camarão
Rua Silva Jardim

Rua Coelho Neto
Rua Manoel Freire

6ª Parada – CAIC(Carnaubal)

Rua Jaem Menescal
Rua Pedro Gomes de Oliveira
Rua Padre Freire
Av. Alberto Maranhão

7ª Parada – IGREJA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO.

Rua Coelho Neto
Segue para a ponte nova

8ª Parada – U. P. A. (alto de São Manoel)
Segue pela pista nova
Rua Sérvulo Marcelino

9ª Parada – NOSSA SENHORA MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS

Rua Sérvulo Marcelino
Av. Presidente Dutra

10ª Parada –IGREJA DE SÃO MANOEL

Av. Presidente Dutra

Rua Benício Filho
Rua Camilo Figueiredo.

11ª Parada – CENTRO CATEQUÉTICO ILHA DE SANTA LUZIA –

Rua Maria Freire da Silva
Rua Expedicionário João Medeiros Marujo
Estação da CAERN
Rua General Perícles.
Rua Pedro Leite de Oliveira
Av. Presidente Dutra
Desce sentido centro
Rua João Pessoa
Pça Rafael Fernandes

12ª Parada –SANTUÁRIO DO CORAÇÃO DE JESUS

Sai pela João Pessoa
Pça Rafael Fernandes
Contornando a praça
Rua Santos Dumont
Rua Cel. Vicente saboia
Contorna a praça Vigário Antonio Joaquim

13ª Parada – CATEDRAL DE SANTA LUZIA


1ª Missa do dia 13/12- 3h30 da madrugada


Fonte: http://diocesedemossoro.blogspot.com/

Evangelho (Lucas 1,26-38)



— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 26no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria.
28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”
29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação.
30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?”
35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”.
38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!”
E o anjo retirou-se.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

O Divino e o humano se encontram

Deus manifesta seu amor no próprio ato da criação. O desabrochar da vida entre os humanos é fruto do transbordamento da vida e do amor de Deus. A concepção de Maria, a partir da união de amor de Ana e Joaquim, insere-se de modo particular nesta comunicação de amor de Deus. É o amor fecundo de seus pais que gera a vida, como tantos e tantos casais, à semelhança do Deus criador. A vida em Maria tem uma dimensão particularmente sublime, pois nela será gerado o Filho de Deus, que abre para todos as portas da eternidade. O Divino e o humano se encontram, em uma comunhão de amor.


José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Nossa Senhora da Imaculada Conceição

Mais do que memória ou festa de um dos santos de Deus, neste dia estamos solenemente comemorando a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos.

Esta verdade reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos Padres e Doutores da Igreja oriental ao exaltar a grandeza de Maria, Mãe de Deus, tinham usado de expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.

A Igreja ocidental que sempre muito amou a Santíssima Virgem tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois era Maria destinada a ser mãe do seu Filho. Isso era possível para a Onipotência de Deus, portanto, Deus, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria no seio de sua mãe Sant'Ana foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré, pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós".

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: "Maria isenta do pecado original".

A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: "Eu Sou a Imaculada Conceição".


Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

Evangelho (Lucas 5,17-26)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

17Um dia Jesus estava ensinando. À sua volta estavam sentados fariseus e doutores da Lei, vindos de todas as aldeias da Galileia, da Judeia e de Jerusalém. E a virtude do Senhor o levava a curar.
18Uns homens traziam um paralítico num leito e procuravam fazê--lo entrar para apresentá-lo. 19Mas, não achando por onde introduzi-lo, devido à multidão, subiram ao telhado e por entre as telhas o desceram com o leito no meio da assembleia diante de Jesus. 20Vendo-lhes a fé, ele disse: “Homem, teus pecados estão perdoados”.
21Os escribas e fariseus começaram a murmurar, dizendo: “Quem é este que assim blasfema?” 22Conhecendo-lhes os pensamentos, Jesus respondeu, dizendo: “Por que murmurais em vossos corações? 23O que é mais fácil dizer: ‘teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘levanta-te e anda’? 24Pois, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder de perdoar pecados — disse ao paralítico — eu te digo: levanta-te, pega o leito e vai para casa”. 25Imediatamente, diante deles, ele se levantou, tomou o leito e foi para casa, louvando a Deus. 26Todos ficaram fora de si, glorificavam a Deus e cheios de temor diziam: “Hoje vimos coisas maravilhosas!”


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Reintegração da pessoa

Os escribas e fariseus ensinavam que os doentes e aleijados eram pecadores e impuros. Nos casos em que houvesse cura, os curados deviam se apresentar ao sacerdote, no templo, com ofertas e sacrifícios. Jesus, com seu ensinamento e com sua prática, revela a falsidade de tal juízo. Ao declarar o perdão dos pecados daquele paralítico, Jesus remove a sua qualifi cação de pecador. O fato de o homem que era paralítico levantar-se e ir para casa expressa a reintegração daquele que era humilhado e excluído da religião e da sociedade. Enquanto os escribas e fariseus murmuravam pelo fato de Jesus perdoar os pecados, o povo se admirava da autenticidade e liberdade de seu agir.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: Santo Ambrósio

Hoje fazemos memória em toda a Igreja de Santo Ambrósio, Bispo e Doutor da Igreja. De nobre e distinta família romana, nasceu provavelmente em 339, em Tréviros, onde seu pai exercia o cargo de prefeito das Gálias. A mãe ficou viúva muito cedo e voltou a Roma com três filhos: Marcelina, que se consagrou a Deus e tomou o véu das virgens; Sátiro, que morreu em 378, depois de exercer altos cargos do Estado; e Ambrósio, o último, que seguiu a carreira diplomática, tradicional na família. Ambrósio desde cedo aprendeu a alimentar as virtudes cívicas e morais, ao ponto de ter sido governador da Emília, do Lácio e de Milão, antes de ser Bispo. Estudou Direito antes de estudar Teologia.

A mãe de Ambrósio devia ser cristã praticante e generosa. O Papa Libério (352-366) impôs pessoalmente o véu à filha dela, Marcelina, e parece que visitava a casa da nobre senhora romana. Todos da família beijavam a mão de Libério. Ambrósio, ainda criança, depois de se despedir do Pontífice, tratou de imitá-lo e estendeu a mão aos criados e à irmã, para que a beijassem. Marcelina recusou-a com bons modos mas ele respondia: "Não sabes que eu também hei-de ser Bispo?" Dizia então Ambrósio, por brincadeira, mais do que sabia. No entanto, era para isso que a Divina Providência o destinava.

Ambrósio era governador de Milão. Com a morte do Bispo de Milão, chamado Ariano, Ambrósio foi para a eleição do novo Bispo, a fim de evitar grandes conflitos. Em meio a confusão, de repente uma criança grita: "Ambrósio, Bispo!". O Clero e o povo aderiu e todos aclamaram: "Queremos Ambrósio Bispo!".

O povo teve que teimar durante uma semana, até que vendo nisto a voz de Deus, Ambrósio que ocupava alto cargo no Império Romano e somente era catecúmeno, cedeu a vontade do Senhor. O 1° Concílio de Niceia (325) tinha proibido que subisse ao Episcopado qualquer neófito. Mas o Papa e o Imperador aprovaram a eleição. Depois de batizado, foi ordenado sacerdote e logo em seguida Bispo de Milão. Tudo isso no ano de 374.

Providencialmente usou as qualidades de organizador e administrador para o bem da Igreja, podendo assim atuar no campo pastoral, político, doutrinal, litúrgico, ao ponto de merecer o título de grande Doutor e Padre do Cristianismo no Ocidente. Sua figura política ficou marcante, principalmente quando aplicou ao Imperador uma dura penitência pública comum, pois teria Teodósio consentido uma invasão à cidade de Tessalônica, que resultou na morte de muitos. À Imperatriz Justina, que desejou restaurar a estátua da deusa Vitória, opôs-se valentemente enquanto viveu.

Santo Ambrósio, como homem de Deus, partilhou sua riqueza material e espiritual com o povo; jejuava sempre; pai carinhoso e tão grande orador que teve papel importante na conversão de Santo Agostinho. Deixou muitos escritos e morreu com 60 anos no ano de 397, após 23 anos de serviço ao seu amado Cristo, com estas palavras: "Não vivi de tal modo que tenha vergonha de continuar vivendo; mas não tenho medo de morrer, porque temos um Senhor que é bom".


Santo Ambrósio, rogai por nós!

FESTA DE SANTA LUZIA: INFORMES

GOVERNA NA FESTA DE SANTA LUZIA

A governadora Wilma de Faria prestigia a Festa de Santa Luzia, nesta segunda-feira, dia 07. Participa da novena na Catedral de Santa Luzia, às 19h30, e da abertura do oratório de Santa Luzia, às 21h.


MOTO-ROMARIA

A Paróquia de Santa luzia informa que já estão abertas as inscrições para os interessados em participar da I Procissão Noturna de Motocicleta. A atividade é uma das principais novidades da edição 2009 dos festejos alusivos à Santa Luzia.A procissão acontecerá à meia-noite do dia 12 de dezembro. O percurso começará em frente à Catedral de Santa Luzia.. A ação percorrerá alguns bairros anunciando a festa em honra à santa de Siracusa. A procissão de motocicleta passará pelos bairros Alto de São Manoel, Alto da Conceição, Boa Vista e Doze Anos. Em cada bairro serão realizados momentos de oração e reflexão. Os interessados em participar da Procissão Noturna de Motocicletas podem fazer suas inscrições na Moto Oeste e na secretaria da Catedral de Santa Luzia. A inscrição é gratuita e os participantes precisam somente levar os documentos pessoais para efetuá-la.

O SEMEADOR

A Revista especial da Festa, O Semeador, pode ser adquirida na Lojinha de Santa Luzia.

MOSSORÓ SAÚDA SANTA LUZIA
A comissão da Festa de Santa Luzia está fazendo um pedido muito especial aos mossoroenses, principalmente aqueles que moram nas ruas por onde a procissão solene deve passar. Cada morador deve ornamentar sua casa para saudar Santa Luzia e, se possível, colocar um rádio ou um sistema de som na calçada para ajudar na transmissão da procissão. A Rádio Rural (990 Kw) e 105 FM estarão transmitindo a procissão, que acontece no dia 13 de dezembro, dia de Santa Luzia, com a presença de cerca de 100 mil pessoas.


AGENDA DO SHOWS POPULARES

06/12 FINAL DO CONCURSO A MAIS BELA VOZ 2009
07/12 BANDA INFLASEI/ANOS 60 (APÓS O ORATÓRIO)
08/12 SAMBA NOBRE/SAMBA, PAGODE (APÓS O ORATÓRIO)
09/12 BAKULEJO/PAGODE (APÓS O ORATÓRIO)
10/12 OS TREMENDÕES/JOVEM GUARDA (APÓS O ORATÓRIO)
11/12 LEILÃO
12/12 JOANA (APÓS O ORATÓRIO)
13/12- PROCISSÃO

Festa de Santa Luzia 2009

Amanha dia 07 de dezembro de 2009

Tema: A Palavra fonte de libertação (Levanta-te, pega o leito e vai para casa - Lc 1,26-38. Noiteiros: Instituições Educacionais, Terço dos Homens Mãe Rainha e Paróquia de São José.

Convidamos a todos os grupos do Terço dos Homens para se reunir amanhã dia 07/12/09 às 18h e 30min em frente a Capela de São Vicente, vestindo a camisa do terço para de lá sairmos em procissão com a imagem da Mãe Rainha até a Catedral de Santa Luzia onde participaremos da novena como noiteiros.

Evangelho (Lucas 3,1-6)



— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

1No décimo quinto ano do império de Tibério César, quando Pôncio Pilatos era governador da Judéia, Herodes administrava a Galileia, seu irmão Filipe, as regiões da Itureia e Traconítide, e Lisânias a Abilene; 2quando Anás e Caifás eram sumos sacerdotes, foi então que a palavra de Deus foi dirigida a João, o filho de Zacarias, no deserto.
3E ele percorreu toda a região do Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, 4como está escrito no Livro das palavras do profeta Isaías: “Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas. 5Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixadas; as passagens tortuosas ficarão retas e os caminhos acidentados serão aplainados. 6E todas as pessoas verão a salvação de Deus’”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Um batismo de conversão

Lucas inicia seu Evangelho expondo sua pretensão de escrever seu texto a partir de uma "acurada investigação" e "de modo ordenado", sobre os eventos relacionados a Jesus. Dentro destes critérios preestabelecidos, após as narrativas de infância de João Batista e de Jesus, ele procura situar historicamente o início do ministério de João, referindo-se a algumas datas dos governantes de seu tempo, tanto no poder civil como no religioso. A intenção dele é estabelecer um marco histórico para os acontecimentos envolvendo Jesus e as primeiras comunidades, inserindo-os na própria história. João prega nas regiões de periferia ("deserto"), nas proximidades do rio Jordão. Antigamente o povo libertara-se da escravidão no Egito, atravessando o deserto em busca da "terra prometida". Agora, João lidera a libertação em relação ao poder religioso do templo e do sacerdócio de Jerusalém, voltando ao deserto, invertendo e preparando "o caminho do Senhor" para uma nova terra. Aquela que era considerada a terra prometida, Israel, com sua teocracia, na realidade tornouse uma terra de opressão para o povo. João Batista é como "aquele que começou uma boa obra", a qual encontra sua plenitude em Jesus de Nazaré. A nova terra, o mundo novo possível, é marcada
pela ternura de Jesus, pelos laços do amor. Com lucidez, busca-se discernir e libertar-se das falsas ideologias emanadas do poder econômico, muitas vezes associado ao poder religioso. Com esperança, procura-se um mundo melhor, tecendo-se a rede de relações sociais comunitárias em vista de implantar a justiça e estabelecer a paz.

José Raimundo Oliva

A igreja celebra hoje: São Nicolau

O santo deste dia é São Nicolau, muito amado pelos cristãos e alvo de inúmeras lendas. Filho de pais ricos com profunda vida de oração, nasceu Nicolau no ano 275 em Pátara, na Ásia Menor. Tornou-se sacerdote da diocese de Mira, onde com amor evangelizou os pagãos, mesmo no clima de perseguição que os cristãos viviam.

São Nicolau é conhecido principalmente para com os pobres, já que ao receber por herança uma grande quantia de dinheiro, livremente partilhou com os necessitados. Certa vez, Nicolau sabendo que três pobres moças não tinham os dotes para o casamento e por isso o próprio pai, na loucura, aconselhou a prostituição, jogou pela janela da casa das moças três bolsas com o dinheiro suficiente para os dotes das jovens. Daí que nos países do Norte da Europa, usando da fantasia, viram em Nicolau o velho de barbas brancas que levava presentes às crianças no mês de dezembro.

Sagrado Bispo de Mira, Nicolau conquistou a todos com sua caridade, zelo, espírito de oração, e carisma de milagres. Historiadores relatam que ao ser preso, por causa da perseguição dos cristãos, Nicolau foi torturado e condenado a morte, mas felizmente se salvou em 313, pois foi publicado o edito de Milão que concedia a liberdade religiosa.

São Nicolau participou do Concilio de Nicéia, onde Jesus foi declarado consubstancial ao Pai. Entrou Nicolau no Céu em 324 ao morrer em Mira com fama de santidade e de instrumento de Deus para que muitos milagres chegasse ao povo.


São Nicolau, rogai por nós!