Painel informativo.

- TRÊS VEZES ADMIRÁVEL pela grandeza de sua posição junto à Trindade, como filha predileta do Pai, Mãe do Filho e Esposa do Espírito Santo. Também por ser Mãe de Deus, Mãe do Redentor e Mãe dos Remidos.'

MISTERIOS DE

O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios - denominados Terço - e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são:
Mistérios Gozosos - Natalidade e crescimento de Jesus
Mistérios Dolorosos - Agonia, sofrimento e morte: Amor aos pecadores
Mistérios Gloriosos - Vitória, Salvação, Proteção
Mistérios Luminosos - A humildade, os milagres e o eterno Amor

VOCÊ É ESPECIAL!

Pesquisar neste blog

ORAÇÃO OFICIAL DO TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA





85 anos de vida de Irmã Aparecida.

Homenagem prestada a Ir. Aparecida do Movimento Mãe Rainha.


Casa da Mãe Rainha


Preparação para Celebração Eucarística em Ação de Graças pelo aniversário de Ir. Aparecida





Procissão de Entrada







Missa presidida por Pe. Flávio Augusto e concelebrada pelos Padres Crisanto, Severino e Monsenhor Hamilcar



Procissão da Entrada da Palavra





Liturgia da Palavra

1ª Leitura - Ir. Marisa Assessora do Movimento Schoenstatt



Salmodiado por Denise - Coordenadora da Liturgia da Casa da Mãe Rainha



Homilia por Pe. Flavio Augusto



Oração da Assembléia

1ª Prece - Professor Aldo representando o C.S.C.M



2ª Prece
Ir. Lindalva representando a Ordem Franciscana




3ª prece: Graça Coordenadora Pedagógica do C.S.C.M.



4ª Prece: Laura Gameleira - representando a família de Ir. Aparecida



5ª Prece: Kallya Fernandes representando o Movimento da Mãe Rainha



Preparação das Oferendas





Liturgia Eucarística



Relato de como surgiu o Movimento da Mãe Rainha em Mossoró feito pelo Coordenador Diocesano do Terço dos Homens Luis de França.



Homenagem do Casal Diocesano do Movimento Mãe Rainha

Rosado e Leni


Casal Diocesano parabenizando Ir. Aparecida


Homenagem do Terço dos Homens a Irmã Aparecida.


José Roberto Vice Coordenador Diocesano do Terço dos Homens e Marcos Freitas Assessor de Comunicação Diocesano do Terço dos Homens que agradecem a Irmã Aparecida pelo apoio e incentivo ao terço.


Coreografia encenada pelas alunas e coordenada por Ir. Lucilene,
para homenagear Ir. Aparecida



Homenagem prestada pelo Monsenhor Hamilcar



Agradecimentos de Ir. Aparecida a Ivete Medeiros e aos demais membros do Movimento da Mãe Rainha.



Momento de Confraternização - Parabéns



Irma Aparecida e Equipe do Colégio Sagrado Coração de Maria





Cumprimentos do Vice-Coordenador Diocesano do Terço dos Homens e família a Ir. Aparecida



Provincial da Congregação da Ordem Franciscana Ir. Margarida ao lado Julio Cesar e sua mãe Leni.



Irmã Marisa ao lado de Irma Aparecida,

Dorinha Diretora Pedagógica e Professora do C.S.C.M.



Irmã Zelândia que com muita maestria, dedicação e amor organizou junto com sua equipe esta grande homenagem a Irmã Aparecida.

Evangelho (Mateus 5,33-37)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 33“Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não jurarás falso, mas cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor’. 34Eu, porém, vos digo: Não jureis de modo algum: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; 35nem pela terra, porque é o suporte onde apoia os seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do Grande Rei. 36Não jures tampouco pela tua cabeça, porque tu não podes tornar branco ou preto um só fio de cabelo. 37Seja o vosso ‘sim’: ‘sim’, e o vosso ‘não’: ‘não’. Tudo o que for além disso vem do Maligno”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

O juramento
Dentre as seis contraposições ("foi dito aos antigos... Ora, eu vos digo...") que Jesus faz entre a antiga Lei e o Sermão da Montanha, esta é a quarta. No juramento invocavase o nome de Deus para impor confiança a outrem diante de um compromisso assumido ou de uma palavra dita. Às vezes, substituía-se o nome de Deus por algum objeto sagrado, ou até pela "própria cabeça". O juramento podia versar sobre uma questão religiosa ou uma questão profana, com freqüência em trocas comerciais. Era prática comum entre o povo, como se vê em uma passagem do Eclesiástico (Eclo 23,9-11). Como eram corriqueiros os falsos juramentos, a Lei cobrava o seu cumprimento. No próprio mundo grego, os filósofos repudiavam a prática do juramento, e quebrá-lo acarretaria o castigo divino. A necessidade de jurar indicava uma sociedade falsa e oportunista. Jesus traz um mundo novo, com novas relações comunitárias e sociais, feitas no respeito e na solidariedade. Entre os discípulos deve haver verdade, fidelidade e compromisso com responsabilidade, o que dispensa os juramentos. Tiago também dirá em sua carta: "O vosso sim seja sim, e o vosso não, não" (Tg 5,12).

A igreja celebra hoje: Santo Antônio

Neste dia, celebramos a memória do popular santo – doutor da Igreja – que nasceu em Lisboa, em 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo. Ainda jovem pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho de mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as forças. Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, mas providencialmente foi ao encontro do "Pobre de Assis", o qual lhe autorizou a ensinar aos frades as Ciências, que não atrapalhassem os irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família Francisca através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna.

Santo Antônio, rogai por nós!

Visita do Terço dos Homens

AO SANTUÁRIO DA MÃE E RAINHA VENCEDORA TRÊS VEZES ADMIRÁVEL DE SCHOENSTATT.





Evangelho (Mateus 5,27-32)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 27“Ouvistes o que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. 28Eu, porém, vos digo: Todo aquele que olhar para uma mulher, com o desejo de possuí-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. 29Se o teu olho direito é para ti ocasião de pecado, arranca-o e joga-o para longe de ti! De fato, é melhor perder um de teus membros do que todo o teu corpo ser jogado no inferno. 30Se tua mão direita é para ti ocasião de pecado, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é melhor perder um dos teus membros, do que todo o teu corpo ir para o inferno. 31Foi dito também: ‘Quem se divorciar de sua mulher, dê-lhe uma certidão de divórcio’. 32Eu, porém, vos digo: Todo aquele que se divorcia de sua mulher, a não ser por motivo de união irregular, faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher divorciada comete adultério”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Valorização do matrimônio e da mulher

A condenação do adultério era feita do ponto de vista patriarcal. Aquele que adulterasse com uma mulher casada estaria ferindo a honra de seu marido. Não havia problema para o homem casado que adulterasse com uma mulher solteira. A condenação aplicava-se ao ato externo. Agora, com uma finura psicológica, Jesus vai à raiz dos atos externos. Todos estes atos procedem do coração. A cobiça, o desejo da riqueza e do poder, o orgulho, o desejo adúltero. A bem-aventurança da pureza do coração significa orientar todos os atos para o seguimento de Jesus. Em estilo hiperbólico e semítico, com o corte de membros, enfatiza-se a denúncia dos atos contra o projeto de Deus. Ao homem era permitido repudiar sua mulher. E qualquer homem era livre para casar-se com uma mulher despedida. Valorizando o matrimônio e a mulher, Jesus rejeita esta prática.

A igreja celebra hoje: São Gaspar de Búfalo

Gaspar nasceu em Roma a 6 de janeiro de 1786, filho de Antônio e Anunciata Quarteroni. Foi companheiro de Vicente Strambi nas missões, o qual o definia como "terremoto espiritual". O povo o chamava de "anjo da paz", devido suas pregações serem pacíficas e caridosas. Com estas armas da paz e da caridade conseguiu conter os bandidos que proliferavam nas periferias de Roma. O Papa Leão XII recorreu a Gaspar de Búfalo devido a proliferação do banditismo, o qual, conseguiu amansar os mais temíveis bandidos. O Papa João XXIII definiu-lhe como: "Glória toda resplandecente do clero romano, verdadeiro e maior apóstolo da devoção ao Preciosíssimo Sangue de Jesus no mundo". Em 1810 uma piedosa religiosa dizia que surgiria um zeloso sacerdote que sacudiria o povo da sua indiferença, mediante a propagação de devoção ao Precioso Sangue. Naquele ano Gaspar de Búfalo, com dois anos de sacerdócio, tinha sido preso por ter rejeitado o juramento de fidelidade a Napoleão. Libertado do cárcere, após a queda de Napoleão, Gaspar recebeu de Pio VII a incumbência de se dedicar às missões populares pela restauração religiosa e moral do Estado Pontifício. Ele empreendeu essa nova cruzada em nome do Precioso Sangue de Jesus, tornando-se o ardoroso apóstolo desta devoção. Faleceu em Roma a 28 de dezembro de 1837, em um quarto em cima do Teatro Marcelo, São Vicente Palloti, seu contemporâneo, teve a visão de sua alma que subia ao encontro de Cristo, como uma estrela luminosa. A fama de sua santidade não demorou a atingir o mundo todo. Beatificado em 1904, foi canonizado por Pio XII em 1954.

São Gaspar de Búfalo, rogai por nós!

Evangelho (Marcos 14,12-16.22-26)


— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!


12No primeiro dia dos Ázimos, quando se imolava o cordeiro pascal, os discípulos disseram a Jesus: “Onde queres que façamos os preparativos para comeres a Páscoa?”13Jesus enviou então dois dos seus discípulos e lhes disse: “Ide à cidade. Um homem carregando um jarro de água virá ao vosso encontro. Segui-o 14e dizei ao dono da casa em que ele entrar: ‘O Mestre manda dizer: onde está a sala em que vou comer a Páscoa com os meus discípulos?’ 15Então ele vos mostrará, no andar de cima, uma grande sala, arrumada com almofadas. Aí fareis os preparativos para nós!”16Os discípulos saíram e foram à cidade. Encontraram tudo como Jesus havia dito, e prepararam a Páscoa. 22Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, tendo pronunciado a bênção, partiu-o e entregou-lhes, dizendo: “Tomai, isto é o meu corpo”. 23Em seguida, tomou o cálice, deu graças, entregou-lhes, e todos beberam dele. 24Jesus lhes disse: “Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos. 25Em verdade vos digo, não beberei mais do fruto da videira, até o dia em que beberei o vinho novo no Reino de Deus”. 26Depois de ter cantado o hino, foram para o monte das Oliveiras.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Solenidade de Corpus ChristiA Festa de Corpus Christi foi instituída pelo papa Urbano IV em 11 de agosto de 1264, em vista de destacar a dimensão sacramental que a tradição romana associou à última ceia de Jesus, já celebrada na semana santa. A ceia é um momento de alegria, partilha e comunhão. Descartando a manducação do cordeiro pascal, Jesus apresenta-se como o pão que dá a vida, e o vinho que alegra a todos, inaugurando a nova celebração do Reino de Deus. A Eucaristia é a celebração da comunidade viva, animada pelo Espírito, unida em torno de Jesus, empenhada em cumprir a vontade do Pai, que é vida para todos.

A igreja celebra hoje: São Barnabé

Seu nome era José, chamado pelos apóstolos de Barnabé, que quer dizer filho da consolação. O santo de hoje pertenceu a 'era apostólica', chamado também de Barnabé apóstolo, embora não tenha pertencido ao grupo dos 12. Nós encontramos o seu testemunho enraizado na Sagrada Escritura, nos Atos dos Apóstolos 4, 32ss.Barnabé evangelizou comunitariamente, e o Espírito Santo contou com ele para que outro apóstolo exercesse o ministério: São Paulo.“Então Barnabé o tomou consigo, levou-o aos apóstolos e contou-lhes como Saulo tinha visto no caminho, o Senhor, que falara com ele, e como, na cidade de Damasco, ele havia pregado, corajosamente, no nome de Jesus. Daí em diante, Saulo permanecia com eles em Jerusalém e pregava, corajosamente, no nome do Senhor.” Atos 9,27-28Escritos antigos dizem que Barnabé passou por Roma, e morreu em Salamina pelo ano 70, por apedrejamento. Um homem, mártir, que se consumiu na missão de evangelizar.

São Barnabé rogai por nós.


Noiteiros da Novena de Santo Antônio desta Terça Feira de 09/06/09

Movimento Apostólico de Schoenstatt, Terço dos Homens Mãe Rainha e Colégio Sagrado Coração de Maria.



Pregador da noite Pe. Ricardo Rubens.